Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

Lembram-se disto?

Pois é! Por momentos esqueci a minha estranha fobia (?!) de ler o livro depois de ter visto o filme e, num acto de loucura (lol), comecei a leitura.

A verdade é que ainda não acabei mas estou a adorar.

As histórias não são completamente iguais mas a essência está lá... Disto falamos depois.

O que venho hoje partilhar é a cena que, dentro do "drama", fez-me rir.

Acontece nas páginas 223-225 e relata a primeira vez que Ram Mohammad Thomas (Jamal Malik, no filme) vê o Taj Mahal e decide tornar-se guia ilegal para ganhar dinheiro.

 

A versão do guia oficial na primeira visita de Ram:

 

"Num dia do ano de 1607, o príncipe Khurram da casa real Mogol passeava-se no Meena Bazaar, de Deli, quando avistou uma rapariga que vendia sedas e contas de vidro numa pequena tenda. Ficou tão extasiado com a beleza dela que se apaixonou naquele instante. No entanto, teve de esperar cinco anos até poder finalmente desposá-la. A jovem chamava-se Arjuman Banu, mas ele deu-lhe o novo nome de Mumtaz Mahal. Ela tinha na altura dezanove anos e ele vinte. Mumtaz e Khurram casaram-se no ano de 1612 e nos dezoito anos que se seguiram tiveram catorze filhos. Inseparável do esposo, Mumtaz acompanhava-o em todas as suas viagens e expedições militares. Ela era a sua companheira e sua conselheira e incentivava-o a actos de caridade e benevolência para com os fracos e necessitados. Morreu de parto depois de Khurram ter ascendido ao trono mogol sob o nome de Imperador Shan Jahan. Foi no seu leito de morte que Mumtaz Mahal fez com que o imperador  lhe prometesse quatro coisas: primeira, que mandasse erigir um monumento digno da sua beleza; segunda, que não voltasse a casar; terceira, que fosse bom para os seus filhos; e quarta, que visitasse o túmulo no dia do aniversário da sua morte. A morte de Mumtaz deixou o imperador tão destroçado pela dor que se diz que o seu cabelo embranqueceu da noite para o dia."

 

Agora a versão imediata de Ram como guia (ilegal) de uma família japonesa:

 

"O Taj Mahal foi construído em 1531 pelo Imperador Khurram para a sua esposa Noor Jahan, também conhecida pelo nome de Mumtaz Begum. Conheceu-a quando ela vendia pulseiras num jardim e apaixonou-se por ela, mas só a desposou passados dezanove anos. Mais tarde, ela combateu ao lado dele em todas as batalhas que travou e deu-lhe dezoito filhos em catorze anos (...) Devem ter nascido alguns gémeos. Porém, ao dar à luz o décimo nono filho, Mumtaz morreu em Sultanpur, a dezasseis de Junho. Mas antes de morrer, fez quatro pedidos ao rei. Um, para construir o Taj Mahal, dois para não maltratar os filhos de ambos, três para pintar os cabelos de branco e quatro... Não me lembro, mas também não é importante."

 

E com tudo isto, até eu fiquei com vontade de visitar o Taj Mahal...

 

http://khedo.files.wordpress.com/2007/12/taj-mahal.jpg

(imagem retirada da internet)

 



publicado por mafalda às 10:05 | link do post | comentar

34 comentários:
De Lara a 25 de Agosto de 2009 às 12:01
esta parte é realmente fantástica ;)
e eu disse-te que não ias resistir a ler..é muito bom mesmo!*

bjinhu enorme minha querida


De mafalda a 25 de Agosto de 2009 às 21:18
olá, princesinha.
o livro, embora seja um pouquinho diferente do filme, está a ser fantástico!!! estou quase a acabar de ler e já tenho saudades da história :(
esta parte está o máximo :)
beijinhos.


De pingodemel a 26 de Agosto de 2009 às 13:00
ai miguinha que eu ando tão desactualizada do cinema :( já vi este filme nas "montras" estive para o ir ver ao cinema... bem...tenho que me actualizar ... :)

beijocas


De mafalda a 26 de Agosto de 2009 às 13:56
:) adorei o filme e o livro, que ontem acabei, não lhe fica atrás!
tens de ver (e ler), miguinha, aposto que não vais ficar desapontada :)
beijinhos.


De Just Moments a 26 de Agosto de 2009 às 19:15
O templo do Amor..

Deve ser realmente bonito!!

Beijocas fofas


De mafalda a 26 de Agosto de 2009 às 21:21
:) sempre achei bonito mas agora ganhei vontade para visitar :) conhecer a história que está por trás provocou-me isso.
beijinhos.


De Caminhando... a 27 de Agosto de 2009 às 22:03
Fico muito contente por estares a gostar :) Eu adorei sem duvida, tanto do livro como do filme!

Beiijnho enormee


De mafalda a 28 de Agosto de 2009 às 08:49
olá, joaninha.
já acabei de ler e gostei tanto do livro como do filme! como deves saber, as histórias não são 100% iguais mas, na minha opinião, são igualmente extraordinárias :)
beijinhos, querida.


De S a 28 de Agosto de 2009 às 13:16
Eu uma vez vi a a história do taj mahal, sabias que ele cortou a mão de todos os operários que contruira o taj Mahal? Para não voltarem a construir nada tão bonito...
ele está lá enterrado ao lado dela...


De mafalda a 29 de Agosto de 2009 às 10:22
eu conhecia a história assim por alto, agora conheço mais porque, neste livro, tem muitos pormenores (como datas); já sabia que ele está lá enterrado ao lado dela mas desconhecia por completo isso de ter cortado a mão aos operários... isso tem tanto de romântico como de mórbido! ;)


De S a 29 de Agosto de 2009 às 15:02
numa conversa com a minha mãe ambas comentamos que não tinha sido um acto assim tão romântico, pois não tinha sido ele a construir, mas sim tinha mandado construir...


De mafalda a 30 de Agosto de 2009 às 11:38
sim, tens razão!
talvez "romântico" não seja a palavra correcta ;) talvez "poético" seja mais adequado!
de qualquer maneira, não tinha o direito de fazer isso :(


De S a 31 de Agosto de 2009 às 00:31
Pois, não tinha mesmo, eu acho que depois o proprio filho o traiu...


De mafalda a 31 de Agosto de 2009 às 13:42
sobre os filhos não sei nada :( e sobre ele e a mulher sei pouco, apenas os factos que constam no livro.


De S a 1 de Setembro de 2009 às 01:05
Pois,eu sei mais porque vi às uns anos atrás a história do taj mahal.


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 10:09
e agora eu é que quero saber mais ;) fiquei com muita vontade de conhecer a história toda... ou uma grande parte dela :)


De S a 1 de Setembro de 2009 às 10:54
olha aqui tens a história toda:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Taj_Mahal


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 11:06
pois, a wikipedia! que cabeça a minha, lol... já poderia ter ido lá pesquisar ;)
obrigada pela dica :)


De S a 1 de Setembro de 2009 às 11:32
Podia lá não ter tudo, mas por acaso até tem mais do que estava à espera, esá bastante completo... =)


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 11:52
tenho mesmo de ver isso... mas com tempo... que é para "consumir" a informação toda :)


De S a 1 de Setembro de 2009 às 12:19
fazes bem =)


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 12:21
desconfio que isso só vai contribuir para que a minha vontade de ver o taj mahal ao vivo e a cores seja mais forte ;) lá se vão os planos de ir ao egipto ;)


De S a 1 de Setembro de 2009 às 12:44
eu adorava ver o Taj Mahal...
tinhas planos para ires conhecer o egipto? eu adorava lá ir, ver as piramides, conhecer melhor ainda as histórias, ver a esfinge, eu adoro tanto poder conhecer as culturas, os monumentos dos outros países, todos os lugares que adoraria ir são escolhidos pela história ou importância, eu vez li um livro sobre as histórias de amor dos faraos e adorei...


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 13:55
sim, tinha planos para ir ao egipto; ora bem, não sei quando será mas sei que vai ter de acontecer :)
tenho uma fixação muito grande pelo egipto desde muito nova, vejo documentários, tenho alguns livros sobre a história e sobre os faraós, tenho, inclusive, uma estátua (em ponto pequeno, óbvio) do tutankhamon (o meu prefiro e aquele que, em parte, é o responsável por esta minha fixação), etc etc etc
gosto realmente de todo aquele misticismo :)

os lugares que eu gostaria de visitar também estão relacionados com factos históricos (se bem que uns são mais importantes do que outros).
gostaria de ir:
à finlândia assistir ao sol da meia-noite e às noites brancas
a seattle por ser a cidade natal de kurt cobain
à índia pelo taj mahal
e, claro, ao egipto :)


De S a 1 de Setembro de 2009 às 14:48
E#u também ador desde pequena o Egipto, tive uma prof que oi lá, disse que adoro, mas que lhe metia confusão ver imensas crianças a pedir dinheiro, sempre vi os documentários também, adoro tudo no Egipto, as histórias, o rio...

Eu adorava ir
Ao Egipto pelo que já disse.
Roma pela história e monumentos, Veneza pelos canais.
Alemanha e Polonia por causa de Anne Frank, fazer o precurso da vida dela e visitar os campos de concetração.
Inglaterra a Hide Park, ver a estatua do peter pan.
Mexico para ver os monumentos dos Maias.
França pelo Versailles. No fundo milhares de sitios


De mafalda a 1 de Setembro de 2009 às 21:47
o egipto tem esse lado: o lado, digamos, desumano... mas adoraria imenso lá ir, aliás, TENHO de lá ir (só não sei quando) ;)

sabes o que é curioso? acabei de registar o meu comentário anterior e lembrei-me que me faltava referir veneza (também pelos canais), inglaterra (justamente pelo hyde park e pela tower bridge), frança (pelo museu do louvre) e nova iorque (pelo central park e o ground zero).
chega a ser ingrato ter de nomear estes locais :) há sempre mais um ou outro que apetece juntar à lista.


De S a 2 de Setembro de 2009 às 00:58
Egipto só pela história merece uma visita, só é pena já não existir a Alexandria...

Eu quanto mais penso no assunto, mas lugares que quero visitar me aptecem pôr aqui, tal como também nova Iorque, acho que é impossível no total omear todos., também gostava d conhecer a Dinamarca, ver a estatua da pequena sereia no mar =)


De mafalda a 2 de Setembro de 2009 às 09:27
dinamarca? nunca pensei realmente nisso...
mas já pensei na holanda :) por lá é tudo muito mais... liberal ;)
também gostava muito de ir à califórnia e las vegas :)
é melhor ficar-me por aqui antes que faça um lista com meio metro de comprimento ;)


De S a 2 de Setembro de 2009 às 12:43
dinarma parece muito gira... holanda não me atrai por ser demasiado liberal, mas a minha avó passou por lá e adorou...
califórnia neste momento com os incendios não é aconselhado, las vegas parece magnifica, realmente dava para fazer uma lista enorme de lugares a visitar...


De mafalda a 2 de Setembro de 2009 às 15:50
eu estava mesmo para escrever:" califórnia mas não nesta altura do ano"... mas não quis ser mórbida ;)


De S a 2 de Setembro de 2009 às 22:45
eu fui-lo por ti =)


De mafalda a 3 de Setembro de 2009 às 10:18
ya! foi tipo telepatia ;)


De S a 3 de Setembro de 2009 às 12:12
Pois foi =)


De mafalda a 3 de Setembro de 2009 às 13:15
que dupla, nós! :)


Comentar post

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds