Quinta-feira, 31 de Julho de 2008
Lembrei-me de uma vez que me olhaste, como sempre olhaste, mas aquela vez foi especial… Não me perguntes porquê! Porque não sei… Apenas sei que o meu coração arrepiou-se e houve um sobressalto dentro de mim. Terá sido esse o instante em que o amor nasceu? Lembro-me de uma vez teres falado comigo e a tua voz ter-me soado diferente… Terá sido esse o momento? Sempre que tocas o meu corpo a minha alma arrepia-se. E não precisas de estar perto para me tocares, basta que eu me lembre da última vez em que te vi e o meu coração sente-se abraçado... Lembro-me de trocarmos ideias, lembro-me de pedir-te sempre qualquer coisa, lembro-me de brincadeiras e de assuntos sérios. Lembro-me sobretudo do arrepio que me causavas e, mesmo que não me lembrasse, é-me impossível esquecê-lo pois ele está comigo sempre, em cada dia, todos os dias. Arrepias-me a toda a hora… Não lembro a primeira vez em que te vi mas lembro a primeira vez em que as minhas pernas tremeram e as borboletas, no estômago, voaram. Lembro-me do teu sorriso e da tua mão no meu ombro, lembro-me do nervosismo que me causavas e das palavras que eu queria dizer mas que não dizia. Lembro-me de respirar fundo assim que te via e da maneira como o mundo à volta desaparecia. Arrepio-me sempre que penso em ti e todas estas memórias arrepiam muito mais mesmo que me aqueçam o coração. Não esqueço a alegria que fazias crescer em mim e em como eu queria, e quero, estar em permanente contacto contigo. Lembro-me de chamar por ti, lembro-me de ouvir-te dizer o meu nome, lembro-me da partilha que havia entre nós e de tudo o que te escrevi. Lembro-me sobretudo do menos bem que eu te fiz e da maneira como nunca deixaste que isso me afectasse. Lembro-me das noites em que chegava a casa e tinha vontade de te dizer tudo o que ficara por dizer, lembro-me de te assustar com as palavras, lembro-me de me rir com isso… Lembro-me do receio que sentia por pensar que poderias interpretar-me mal! Agora nada disso interessa… Mas o arrepio continua e o arrepio diz-me que está para ficar. E eu lembro-me… Lembro-me do que disse naquela noite, lembro-me quando passava dias a cismar, a embirrar, com qualquer coisa. Lembro-me de ir para longe e da companhia que me fazias, lembro-me de voltar e esperar pela tua resposta. Lembro-me sobretudo da tua magia e da cor que davas aos meus dias, da esperança que me oferecias e do repouso em que o meu coração estava depositado. Lembro-me de ti como sempre foste e de como sempre serás para mim. Arrepio-me só de pensar que pode acabar, que pode não continuar, esta série de recordações. E quero… Quero chegar a um dia, olhar para trás e dizer-te: “lembras-te?”.     
  


publicado por mafalda às 09:16 | link do post | comentar | ver comentários (22)

Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

(imagem retirada da internet)

 

Não estou sozinha no mundo, agora.

Não me sinto tão perdida, agora.

Encontraste-me e eu achei-me...

Foi como se o mundo visse a lua pela primeira vez.

 

A tua voz voltou a cantar no silêncio da noite como único embalo aos meus sonhos pendentes.

O teu brilho voltou a iluminar aquela estrada que julguei esquecida mas que me leva de volta ao reino da fantasia.

 

Não estou a precisar de ti, agora.

Não te quero comigo, agora.

Olhaste-me e eu vi-me...

Foi como se as estrelas dessem as mãos.

 

A tua presença voltou a pairar sobre mim como anjo protector e não como assombração que condenei por tempo demais.

Os teus braços voltaram a ser o embalo ao meu sono cansado mas agora repousante e onde deposito todas as esperanças.

 

Na noite senti o teu abraço enquanto dormia e de manhã tive a certeza de que não é preciso ver-te para estares comigo.

Finalmente percebi...

 

Não preciso ter algo teu para que sejas meu!

 



publicado por mafalda às 15:53 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Terça-feira, 29 de Julho de 2008

Amo-te o suficiente....

Para que sejas o único, para te querer só a ti, para que o meu coração seja teu e o meu pensamento te pertença...

Amo-te o suficiente para não te querer magoar, para não te deixar, para não te enganar, para não te trair...

O suficiente para continuar a querer-te na minha vida, mais um dia, a cada final de dia...

Não preciso de te amar demais, nem é necessário contar as gotas do oceano e multiplicá-las pelos grãos de areia da praia para saberes o quanto te amo porque amo-te apenas o suficiente...

Este suficiente...

 

 

Só para dizer que te amo...

Que sinto a tua falta, que desespero por não te ver!

Que desejo todo o teu ser!

Só para dizer que parei agora tudo o que estava a fazer, porque me ocupas o pensamento, todo mesmo, neste momento.

Amo-te!

 

 

Melancholic Ballad - Fingertips

 

I know I said things I shouldn't say

baby, I hope you're ok

but I heard things I didn't want to hear

and baby I'm still ok

 

I know that living with me was sometimes hard

baby, I know that's true

but it's not so simple as you think

I'm feeling the same way too

 

please don't say that it's over

don't say that it's over

or won't know what to do

don't say that you'll be gone

or I'll be done

I'll lose myself inside of you

 

I know sometimes I might seem so ugly

and maybe I really am

I know i'm not that easy to ignore

when i'm really mad...

 

'cause I just wanna say i love you

more then I ever could

and I just wanna hear you love me too

then I'll be fine

 

and don't say that it's over

don't say that it's over

or won't know what to do

don't say that you'll be gone

or I'll be done

I'll lose myself inside of you

 

Nota: estes dois textos foram escritos pela Lídia (que afirma não ter jeito para escrever, o que é mentira)!

obrigada, priminha, por me teres dado autorização para publicar as tuas palavras... davam uma boa mensagem para quem eu cá sei :)

espero que gostes do post!

 


música melancholic ballad- figertips

publicado por mafalda às 15:27 | link do post | comentar | ver comentários (18)

Parece que voltei atrás no tempo...

Aquele tempo em que olhava para ti e as palavras nasciam, naturalmente!

Guardas as folhas que te escrevi?

Deixa, não quero saber!

 

Tento pôr-me no teu lugar...

Tento imaginar que alguém está, assim, ligado a mim...

Como eu estou a ti!

 

Deve ser engraçado... Ao princípio!

Deve ser estranho... Depois!

Provavelmente torna-se sufocante.

 

Mas eu gosto de ti...

E não quero passar sem ti.

 



publicado por mafalda às 09:32 | link do post | comentar | ver comentários (12)

Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Dizer ou não dizer.... Eis a questão!!!

 

Agora que o pó assentou não quero assustar-te!

As palavras são dirigidas a ti mas não quero pressionar! Não quero que te sintas assustado como tantas vezes te sentiste no passado.

Eu não sei o que fizeste, nem tu sabes, para que as coisas sejam assim, mas sei que te conheci e conheceste-me... A partir daí nada importa!

Imaginas como seremos daqui a 10 anos? Talvez já cá nem estejamos... Por isso, por vezes, tenho vontade de te indicar este caminho! Tenho vontade de te dizer que és mais do que aquilo que julgas ser.

Mas não sei... Há sempre aquela dúvida...

Nunca tive reservas, nunca existiram obstáculos, que me impedissem de te dizer... E disse! Tudo o que quis. Algumas coisa foram precipitadas ou, então, não saíram da maneira que eu queria.

Mas isto não será demais?

Não será dar-te uma responsabilidade que não quero que tenhas?

Não quero sugar a tua alma, não quero que sintas aquele aperto no peito que por tantas vezes descrevi!

Apenas quero que saibas...

É motivo suficiente?

Talvez te fartes de mim... Talvez te fartes destes sentimentos sufocantes que não sei como fazer desaparecer.

Talvez compreendas (é muito provável que compreendas)... Talvez te sintas bem por saber que és (muito) especial.

Mas eu não quero assustar-te! Nem quero pedir-te seja o que for!

Apenas quero que saibas!!!

Mas será suficiente?

Não estou a ser egoísta?

Quero libertar-me! Quero dizer-te tudo por uma vez!

E tu?

O que irás pensar?

Irás pensar que eu não jogo com o baralho todo? Irás pensar que está na altura de esquecer e avançar, que tenho de ultrapassar?

Irás pensar que tudo isto não há-de ser nada?

Eu também pensei isso... E vê só no que deu!!!

Não vais ficar bem... Talvez fiques, a longo prazo, mas eu sei que por algum tempo vais pensar nisto... Vais martirizar-te... Sem razão!

Sem razão, percebes?

A culpa? É minha! Eu é que sempre fui assim...

Dás-me a mão e eu quero o braço!

Acreditas no destino?

Conhecer-te teve um motivo... Um motivo que não conheço e que nem quero conhecer!

É o mistério das nossas vidas!

 

"Ela: Vamos lá para baixo? Aqui não se ouve nada!

 Ele: Lá em baixo a música está alta, também não se ouve nada!

 Ela: Sempre se ouve melhor!

 Eles desceram as escadas.

 Ela: Eu amo-te!

 Ele apenas sorriu.

 Ela: Mas não da maneira que estás a pensar!

 Ele: Não estou a pensar em nada!

 (...)

 Ele: Oh, estou lisonjeado!"

 



publicado por mafalda às 11:00 | link do post | comentar | ver comentários (14)

Sábado, 26 de Julho de 2008

(imagem retirada da internet)

 

Prometo que será diferente, desta vez!

Agora, que o silêncio acabou, vou começar a medir as palavras que te digo...

Vou saber conter-me e esperar!

Prometo que não deixarei que vás, outra vez!

Agora, que a esperança voltou, vou temperar com equilíbrio o que por ti sinto...

Vou deixar-te viver e respirar.

 

Fizeste-me chorar, outra vez!

Fizeste-me sentir a luz na escuridão.

Foi choro de alegria, desta vez!

Ressuscitaste a doçura da paixão.

 

Até quando, não tenho como saber!

Mas prometo que irá ser diferente...

 

Prometo que não te voltarei a perder...

E desta vez será para sempre!

 

 

Letting The Cables Sleep - Bush

 

You in the dark

You in the pain

You on the run

Living a hell

Living your ghost

Living your end

Never seem to get in the place that I belong

Don't wanna lose the time

Lose the time to come

 

Whatever you say it's alright

Whatever you do it's all good

Whatever you say it's alright

 

Silence is not the way

We need to talk about it

If heaven is on the way

If heaven is on the way

 

You in the sea

On a decline

Breaking the waves

Watching the lights go down

Letting the cables sleep

 

Whatever you say it's alright

Whatever you do it's all good

Whatever you say it's alright

 

Silence is not the way

We need to talk about it

If heaven is on the way

We'll wrap the world around it

If heaven is on the way

If heaven is on the way

 

I'm a stranger in this town

 

Silence is not the way

We need to talk about it

If heaven is on the way

We'll wrap the world around it

If heaven is on the way

If heaven is on the way

 

I'm a stranger in this town

I'm a stranger is this town

 


música letting the cables sleep - bush

publicado por mafalda às 15:10 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

(imagem retirada da internet)

 

Quis ouvir a tua voz...

Quis sentir o teu abraço e saber-me protegida do carrossel da vida.

Quis dizer-te mil coisas numa palavra mas tudo o que consigo fazer é olhar para ti.

De noite ou de dia, tudo o que faço é sonhar contigo... Com o teu sorriso e o teu brilho.

 

Quis pedir "desculpa"...

Quis largar-te naquele momento e ver-me livre deste aperto no coração.

Quis dizer-te "adeus" mas o teu olhar encantado é mais do que razão para ficar.

Com os olhos abertos, com os olhos fechados, tudo o que vejo és tu... O teu jeito doce.

 

Agora quero dizer-te...

E quero ouvir-te falar!

As tuas palavras sempre foram de ternura e nunca pedi para calares.

O teu ar sempre foi angelical e tudo o que faço, o que poderei fazer, é pensar em ti.

 

In Joy And Sorrow - HIM

 

 

Oh girl we are the same

We are young and lost and so afraid

There´s no cure for the pain

No shelter from the rain

All our prayers seem to fail

 

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

 

Oh girl we are the same

We are strong and blessed and so brave

With souls to be saved

And faith regained

All our tears wipe away

 

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

 

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

In joy and sorrow my home's in your arms

In a world so hollow

It is breaking my heart

 

And my home's in your arms

And it is breaking my heart

My home's in your arms

And it is breaking my heart

 


música in joy and sorrow - him

publicado por mafalda às 15:23 | link do post | comentar | ver comentários (14)

Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

É um furacão de emoções que vai cá dentro.

No meu coração...

O meu pensamento não acompanha as imagens que vai passando nem as palavras que têm que ser ditas.

Hoje estou por tudo... Apetece-me sair para longe... Respirar algum ar que não seja este a que estou habituada.

Tenho aquela sensação de que há alguma coisa que vai correr mal e só quero desaparecer...

Ir para longe... Por dias ou por horas!

E é uma tempestade de emoções que está cá dentro.

Dentro de mim...

A minha alma parece escondida nas raízes da profundeza e o meu espírito sente-se pronto para voar.

Há algo que não está bem!!!

 

Não sou grande admiradora da pessoa que se segue mas, como hoje estou por tudo, admito que o seu lado profissional sempre me cativou.

Esta música sempre foi uma das minhas preferidas, talvez por relatar tão bem a dor!

Se me perguntarem, esta é a música que acho mais perturbante.

Ao bom trabalho da Courtney Love:

 

Doll Parts - Hole

 

I am doll eyes

Doll mouth, doll legs

I am doll arms, big veins

Doll bait

 

Yeah, they really want you

They really want you, they really do

Yeah, they really want you

They really want you, but i do too

 

I want to be the girl with the most cake

I love it so much it just turns to hate

I fake it so real, i am beyond fake

And someday, you will ache like i ache

 

Someday, you will ache like i ache

 

I am doll parts

Bad skin, doll heart

It's stands for knife

For the rest of my life

 

Yeah, they really want you

They really want you, they really do

Yeah, they really want you

They really want you, but i do too

 

I want to be the girl with the most cake

He only loves those things because he loves to see them break

I fake it so real i am beyond fake

And someday, you will ache like i ache

 

Someday, you will ache like i ache

Someday, you will ache like i ache

Someday, you will ache like i ache

Someday, you will ache like i ache

 


música doll parts- hole

publicado por mafalda às 13:14 | link do post | comentar | ver comentários (20)

Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Esta noite quero descansar...

Quero fechar os olhos sem pensar na hora em que vou abri-los...

Quero ter sonhos em lugar destes últimos pesadelos ou então que o sono seja em branco.

Apenas quero dormir....

 

 



publicado por mafalda às 22:37 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Fazes-me rir e chorar com inocência.

Fazes-me sonhar com mundos que não existem mas que poderiam ser nossos.

E partes-me o coração... Uma e outra vez!

Fazes-me ver em letras de músicas e filmes lamechas.

Fazes-me sentir encantada e abençoada enquanto passeio pelas ruas da cidade.

E partes-me o coração... Vezes demais.

Estou tão contente por te ter conhecido!

E não lamento por aquilo que de mim conheceste!

Esperava mais...

Mas demais foram as vezes que senti este aperto...

O meu coração foi sempre teu e minto se digo que não mais será.

Foi sempre teu... Uma e outra vez... Para sempre!

 

 

Love Show - Skye

 

Sit down, give me your hand
I'm gonna tell you the future
I see you, living happily
With somebody who really suits ya
Someone like me

Stand still
Breath in
Are you listening?

You don't know
Somebody's aching
Keeping it all in
Somebody won't let go
Of his heart but the truth is:
It's painless
Letting your love show

Break down, give me some time
I don't want the fear to confuse ya
Right now, it's so wrong
But maybe it's all in the future
Someone like you

Stand still

Breath in
Are you listening?

You don't know
Somebody's aching

Keeping it all in
Somebody won't let go
Of his heart but the truth is:
It's painless
Letting your love show

Letting your love show

Maybe truth, maybe lies
Made me want you
Maybe dumb, maybe wise
I don't know

Somebody's aching
Keeping it all in
Somebody won't let go
Of his heart but the truth is:
It's painless
Letting your love show
You don't know
Somebody's hurting
Holding it all in
Somebody can't let go
Of his heart but the truth is:
It's painless
Letting your love show
Letting your love show
 


música love show - skye

publicado por mafalda às 14:03 | link do post | comentar | ver comentários (16)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds