Segunda-feira, 10.11.08

A minha sobrinha de quatro anos (aquela do "porco montado"), tendo a tia que tem, está dentro do panorama musical e do mundo do futebol.

Recentemente, depois de eu ter visto uma reportagem sobre os Europe Music Award's e antes de ela dormitar a sua sesta, tive a seguinte conversa com ela:

 

- Sabes quem é que eu vi nas notícias?

- O Di Maria (jogador de futebol do Benfica)?

- Não! O Bill (vocalista dos Tokio Hotel e que, segundo ela, é o seu namorado).

- O Bill nas notícias? A sério? O que é que ele estava lá a fazer?

- Foi receber um prémio.

- Ele jogou (futebol)?

- Não, filhinha. É um prémio da música. O Jared Leto também estava lá.

- O Jared Leto?!

- Sim.

- Como é que ele estava?

- Estava giro... Tinha uma camisola com o Barack Obama.

- E esse joga no Benfica?

- Quem, o Barack Obama?

- Sim.

- Não! É o presidente.

- Do Benfica, do Porto ou do Sporting?

- Da América!

- A América é do Benfica?

- Não! A América é um país assim como Portugal só que é muuuuuiiiito maior.

- Como? Do céu até à terra?

- Sim, do céu até à terra... Agora dorme.

 



publicado por mafalda às 10:48 | link do post | comentar | ver comentários (12)

Quinta-feira, 20.03.08

 

 

 

o Bill é o SunGoku dos tempos modernos

 

 

 

Estava a responder a um comentário da minha amiga "coisasdocoração " quando me passou pela cabeça uma daquelas revelações irresistíveis.

Tive uma visão, uma visão clara do Bill Kaulitz (para quem não sabe, é o vocalista dos Tokio Hotel) à frente de uma televisão a imitar o SunGoku .

Esta ideia de compará-lo ao herói de Dragon Ball não é minha mas faz todo o sentido.

Estes desenhos animados deram a volta à cabeça de muitos miúdos por este mundo fora.

Algumas crianças atiravam-se das janelas com a crença que sabiam voar, outras decidiram ser menos radicais mas, mesmo assim, recusaram-se a aceitar que o programa era fantasia.

Acredito que este último caso se encaixe naquilo que conheço do Bill .

Voltando à minha visão: o rapaz deveria ter uns sete/oito anos na época em que o  Dragon Ball se deu a conhecer e esta idade é muito crítica. É quando os miúdos decidem aquilo que querem ser quando forem grandes. Uns querem ser professores, outros querem ser médicos, alguns querem ser astronautas... Mas não o Bill !! O Bill quer ser o SunGoku , quer ser herói de banda desenha e, acima de tudo, quer ter o cabelo típico de quem é jovem mas que quer ser idoso (meio pintado de preto, meio pintado de branco).

O pequeno Bill não perdeu tempo e recrutou alguns membros para a tribo. Começou pelo irmão gémeo (?!) Tom e depois lá arranjou mais dois miúdos (Georg e Gustav), formando, assim, os "todos diferentes mas todos iguais".

Quem olha bem para estes quatro, não sabe por que ponta lhes pegar. Um é estranho demais ao ponto de quem o vê pela primeira vez não saber se é rapaz ou rapariga (Bill); outro (o irmão, Tom) parece ter complexos em mostrar a cabeça pois anda sempre de boné e lenço ao mesmo tempo (?!); um terceiro (Gustav) tem aquele ar de quem não sabe como foi ali parar; o quarto (Georg) parece uma ave rara caída do ramo de uma árvore ainda por descobrir.

São todos diferentes...

Mas iguais no que diz respeito à música.

Eu não sei se o estilo deles é mesmo esse ou se é algum golpe de marketing com o objectivo de fazer chegar a banda a pessoas de todas as ideologias.

O samurai Bill , na minha visão, anda pela casa a cantar "dragon ball procura os cristais (...)", "dragon ball z z z", e é então que os pais conhecem o seu talento para a música. Como o Tom não pode abandonar o irmão na cruzada de "parvear" (tornar parvas) milhares de miúdas, decide fazer alguma coisinha e vai aprender a tocar guitarra. Os outros dois, influenciados pelos companheiros de batalha, vão fazer de conta que tocam baixo (Georg ) e bateria (Gustav).

Com a experiência de anos e anos, temos hoje aquilo que são os Tokio Hotel".

Até o nome vem apoiar a minha teoria pois Tóquio é a capital do Japão e, segundo o que apurei, o Dragon Ball foi criado pelos japoneses. Já "Hotel" pode ser uma homenagem a todos os samurais que se andaram a atirar das janelas (os hóteis tem muitas janelas).

Esta teoria tem fundamentos e é baseada na realidade.

Eu "conheço" o Bill desde muito novo (talvez 11/12 anos) e ele já era assim... Estranho. Se bem que o cabelo estava muito mais curto e só de uma cor (preto).

 



publicado por mafalda às 14:14 | link do post | comentar | ver comentários (8)

Segunda-feira, 17.03.08

Vou fazer um pequeno aparte e deixar esta melancolia por momentos.

Tudo porque quero deixar uma palavra de consolo a todos os admiradores dos Tokio Hotel, especialmente para aqueles que estiveram no Pavilhão Atlântico ontem à noite.

Talvez nenhum destes ditos admiradores venha a ler estas palavras mas até pode ser que venha cair cá algum por obra do destino... O mesmo destino que se certificou do cancelamento do concerto.

Ouvi algures que o concerto de Paris fora cancelado para os meninos estudarem para os exames e, pelo que parece, foi um exame que tramou os milhares que ontem se deslocaram ao Atlântico. Se, por um lado, a banda quer assegurar o futuro académico (o que apoio), por outro lado, o médico do Bill assegurou-se de arruinar a noite aos infelizes (?) que já estavam dentro do Atlântico quando receberam a notícia.

É triste!!!

É triste mas vocês , admiradores, precisam de se recompor. Estiveram uma hora dentro do Pavilhão Atlântico! Haverá lugar mais mítico?

Já lá estive, sabiam? É verdade! Em Setembro de 2006 a ver Pearl Jam . Por isso sei do que falo... Saberei?! Não! Os Pearl Jam não cancelaram o concerto e os cerca de 300km que fiz não foram feitos em vão.

Enfim...

Pelo que vi na televisão, havia alguma revolta no coração de alguns que rumaram a casa sem festa, mas a compaixão ganhou. Uma rapariga disse até que o mais preocupante era a saúde do Bill e não o dito do concerto. Não sei... Tenho cá para mim que essa rapariga mora nas redondezas do Parque das Nações e não terá problema em estar por lá no dia que eles remarcaram.

E aquelas que dormiram ao relento? Será que já remarcaram lugar na calçada?

Há por ai muita histeria!

No dia 4 de Setembro de 2006 cheguei às bilheteiras do Atlântico ao meio-dia, não demorei mais do que um quarto de hora a trocar o papel dos CTT pelo bilhete, estavam umas vinte pessoas nas redondezas. Andava muito descontraída no centro comercial quando olho lá para fora e vejo que a fila para entrar no pavilhão chega às portas do Vasco da Gama. Eram 19horas ! Faltava hora e meia para o começo do concerto. Não estive na primeira fila, claro que não. Mas vi tanto como os que ficaram à minha frente e melhor do que aqueles que ficaram atrás.

Tenham lá calma, pessoal! Não é preciso andarem-se a matar por um lugar da frente. Eu sei que é importante, não me interpretem mal, mas há mais marés do que marinheiros. Antes do concerto da nova data (29 de Junho , se não me engano), eles actuam no Rock' in Rio... É de esperar que a sic radical nos brinde com as transmissões em directo.

Voltando concretamente ao Bill ...

Talvez ele tivesse esperanças em recuperar e, só por isso, fizeram a malta esperar uma hora, já dentro do Atlântico, antes de noticiarem o golpe, o balde de água gelada... o cancelamento.

Pelo que vi nas reportagens dos telejornais e nas mensagens enviadas para o programa "Fátima Lopes" (que, curiosamente, era a Rita Ferro Rodrigues a apresentar) há uma enorme onda de solidariedade em volta do rapaz.

Apetece-me gritar: VOLTA BILL !!! ESTÁS PERDOADO!!!

 

 

Rescue Me - Tokio Hotel  

This used to be our secret

Now I'm hidin here alone

Can 't help but read our names on the wall

And wash them off the stone

 

I trusted you in every way

But not enough to make you stay

Turn around

I've lost my ground

 

Come and rescue me

I'm burning can 't you see ?

Come and rescue me

Only you can set me free

Come and rescue me

Rescue me

 

We lied when we were dreamin

Our cryin was just fake

I  wish you could deny it

Here and today

 

My s.o.s on radio

The only chance to let you know

What I fear

Can you hear ?

 

Come and rescue me

I'm burning can 't you see ?

Come and rescue me

Only you can set me free

Come and rescue me

Rescue me

You and me

 

The walls are coming closer

My senses fade away

I'm haunted by your shadow

I reach to feel your face

 

You 're not here

Are you here ?

 

Come and rescue me

Rescue me

 

Come and rescue me

I'm burning can 't you see ?
Come and rescue me

Only you can set me free

Come and rescue me

Rescue me

 

Rescue me

You and me

Set me free

Rescue me

 

 

Escolhi esta música por três razões: 

Em primeiro porque é aquela que mais se identifica comigo, com os meus sentimentos.

Em segundo porque julgo que é a que mais sublinha a voz do Bill . 

E, por último mas não menos importante, porque era exactamente isso que o Bill diria se muita daquela boa gente (que gastou tempo e dinheiro) o apanhassem: RESCUE ME!!!

 


sinto-me a ser condenada à fogueira
música rescue me - tokio hotel

publicado por mafalda às 15:18 | link do post | comentar | ver comentários (10)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

quem sai aos seus...

teorias da conspiração, p...

o Bill e a laringite!!!

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds