Terça-feira, 20 de Maio de 2008

       

A querida pingodemel passou-me um desafio (obrigada!) que consiste em nomear algumas coisas de que gosto mas que tenho um pouquinho de vergonha em assumir.

 

Este desafio não vai ser nada fácil...

Não acho que tenha vergonha em admitir estas coisas, apenas não ando a gritar aos quatro ventos que as faço.

 

 

                           

 

Aqui vai:

 

- comer com as mãos... em casa, claro.

- observar as pessoas... imaginar como reagiriam se se vissem em determinada situação

- cheirar a fruta... principalmente maçãs

- andar descalça... mas isto não é segredo (até na rua eu ando assim)

- ouvir música "aos berros" enquanto o sono não chega

- números pares... apesar do treze ser o meu número preferido, faço-me sempre rodear por números pares... quando "compro" (entre aspas pois não sou eu quem paga) alguma coisa em média escala tem de ser em números pares (por exemplo: embalagens de água, pacotes de leite, etc.); o volume do rádio fica em número par; as chaves do porta-chaves são par; e coisas assim....

- olhar o céu e tentar descobrir formas nas nuvens

- sonhar com uma história de amor... uma história nada fácil, com muitos problemas, mas que sempre está bem ao fim do dia (laaaammmmmeeeechaaaassss!!!)

 

Acho que me fico por aqui....

 

Vou passar o desafio a todos vocês; sei que a maioria já respondeu por isso destaco:

 

- ¨Cena Roxa

- patypinheiro

- paginasvivas

 

 

Também baseando-me num post da nossa doce pingodemel, vou fazer uma lista dos meus dez filmes preferidos.

Já fiz um post sobre isto... Referi uns duzentos filmes e esqueci metade.

Hoje vou tentar resumir a lista aqueles que, de uma ou outra maneira, mais me tocaram:

 

10. Pretty Woman

  9.  Seven

  8.  Sin City

  7.  Keanu Reeves... destacando: Constantine, Doce Novembro, O Advogado do Diabo, Matrix (I,II,III), A  Casa Do Lago, etc etc etc 

  6.  Um Longo Domingo De Noivado

  5.  Clube de Combate

  4.  este lugar pertence ao Johnny Depp... com destaque para: Eduardo Mãos de Tesoura, Chocolate, Charlie e a Fábrica de Chocolate, Piratas das Caraíbas (I,II,III), À Procura da Terra do Nunca e não saio mais daqui....

  3.  Efeito Borboleta

  2.  A Cidade Dos Anjos

  1.  Kill Bill

 

Mas há mais: "Um Amor Para Recordar", "O Piano", "O Tigre e o Dragão" , "O Último Samurai", "Táxi (I,II,III,IV)", "Dogma", "O Cabo do Medo", "O Segredo de Brokeback Mountain", "A Cidade de Deus", "Trainspotting", ....

 

 

Já que estou numa onda de desafios, recomendo aquele que a querida coisasdocoracao criou no seu blog...

 


sinto-me desafiada
tags:

publicado por mafalda às 22:40 | link do post | comentar | ver comentários (24)

Ontem admiti que perdi a capacidade de rimar...

 

Foi então que a nossa sempre adorada Pérola teve uma ideia que logo à partida adorei:

 

"Desafio-te a escrever um poema, aceitas?", propôs-me.

 

Claro que aceito....

 

Um poema ao meu critério...

Sem um tema em concreto (embora ela tenha dado algumas ideias)!

 

Escrevi-o ontem à noite;

Tentei falar sobre tudo um pouco: felicidade, paixão, medo, alma,...

 

Entretanto aconteceu-me uma coisa que já não acontecia há algum tempo:

À  medida que ia escrevendo este dito poema, estava a pensar em escrever outro...

E foi o que fiz!

 

Apresento-vos o resultado:

Um poema feito de quadras

E um soneto "à moda da Mafalda" (não sei fazer melhor!)

 

 

De Volta À Vida

 

Olho para estas linhas em branco

E a minha vontade é a de te escrever

Contar as estrelas no olhar, o encanto

E a fórmula do meu simples viver

 

A fogueira dá-me a luz e o calor

Imagens de dois copos, um coração

Não sei dizer se é assim o amor

Ou se o que vivemos é a pura paixão

 

Deixa-me ouvir o que tens para dizer

As palavras formam um hino à alegria

Deixa-me olhar-te até a manhã nascer

Perguntas pela dor e eu respondo "Perdi-a!"

 

E eu sinto o sangue a caminho do coração

Sinto a alma, a vida... Os pensamentos

Sinto-me a voar, a nascer e a inspiração

Sinto uma mistura de bons sentimentos

 

Quero desenhar os teus traços de menino

Quero ver o brilho do teu profundo olhar

Quero que sejas o meu anjo na Terra caído

Não quero olhar para mim e ver-me sem teu ar

 

Morreria feliz se morresse nos teus braços

Partiria a sorrir e sem olhar para trás

Preenches as lacunas, já não existem espaços

Perguntas se sorri-o e eu respondo "Sou capaz!"

 

Estou cansada... Não vou esconder nem mentir

Tenho um aperto em lugar do coração

Estou assustada... Sinto-me a afundar, a cair

É o medo de te perder no meio desta escuridão

 

Ajuda-me a renascer pois quero ser forte

Dá-me a tua mão, deixo que sejas o meu guia

Faz-me esquecer a dor e o desejo pela morte

És a porta para uma nova e infindável vida

 

 

Quando Não Estás

 

Quando não estás a alegria é apenas recordação

O mundo desaba sobre mim em cada segundo

Quando não estás, a luz não brilha na escuridão

O céu não passa de um buraco longínquo e profundo

 

Sou mais uma miúda assustada e perdida

Criança assombrada pelo medo de falhar

Sem ti sinto-me abandonada e esquecida

Sem rumo, sem destino, sem meta a alcançar

 

Quando não estás, os fantasmas fazem-se ouvir

Não sei do meu juízo, deixei-o escondido

Quando não estás, deito-me no chão, quero ir...

 

Ir para outro lugar, partir, morrer lentamente

Mas a chave na porta anuncia o teu doce sorriso

Dou graças por cá estares e vivo novamente

 

 



publicado por mafalda às 10:01 | link do post | comentar | ver comentários (18)

Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Depois de um fim-de-semana preenchido com vídeos (ou simples imagens) estou de volta com os meus textos.

Hoje vou publicar o número 500...

A pedido de duas grandes queridas: "coisasdocoracao" e "coisasdecoracao".

 

500. A Meus Olhos

Quando caminho solitária por entre véus de incertezas, imagino-te ao meu lado e regresso à tranquilidade da noite. O luar é longínquo mas a minha luz está em ti. Escuto a melodia dos teus passos e logo ali eu sei que o mundo vai parar só para te ver. A meus olhos um milagre aconteceu quando o céu se fundiu com a Terra e os anjos desceram na tua companhia. Tenho sonhos que não sei explicar, desejos que me levam a seguir o coração, e não quero acordar... Peço para que o descanso seja eterno. Mas quando me julgo assombrada e sozinha num caminho trapaceiro tu resgatas-me e abrigas-me no teu abraço. O sol está longe mas o centro da minha vida és tu. Escuto a melodia da tua voz e logo ali eu sei que não irei recuperar deste amor. A meus olhos um milagre aconteceu quando desejei viver sem motivo aparente. Um milagre deu-se quando olhei para ti e o meu coração voltou a bater e continua com uma força até então desconhecida. A meus olhos tu és a razão, és a vontade, que me corre nas veias e me faz distante do fim. Quando me julgo incompreendida olho para ti e a alegria volta, a esperança renasce, e logo ali eu sei que não vais deixar de ser o meu único amor.  

 

Nota: Já repararam que, à medida que fui "crescendo", fui perdendo a capacidade de rimar?

 



publicado por mafalda às 14:23 | link do post | comentar | ver comentários (22)

Domingo, 18 de Maio de 2008

Está a chover, tenho dormido pouco, é dia de Taça de Portugal...

Sinto-me deprimida (estou a brincar... e a arranjar desculpas)!

 

Encontrei este vídeo;

Não é o vídeo clip da música...

É apenas uma série de fotografias de quem a canta (e de quem a escreveu).

 

Dizem por aí que ele é "the most beautiful man in the world" e que também é "sexy everyday".

Não comento.... (deixo isso para vocês)

 

Apesar de "The Kill" ser a minha música preferida (essencialmente pela letra), "A Beautiful Lie" foi a razão pela qual eu corri (bem devagarinho) à Worten (a Fnac ainda não chegou cá) para comprar o cd.

Deixo-vos a letra... (acredito que se possam identificar com ela)

 

Mais Jared Leto, pois claro:

 

 

 

A Beautiful Lie - 30 Seconds To Mars

 

Lie awake in bed at night

And think about your life

Do you want to be different?

Try to let go of the truth

The battles of your youth

'Cause this is just a game

 

It's a beautiful lie

It's a perfect denial

Such a beautiful lie to believe in

So beautiful, beautiful

It makes me

 

It's time to forget about the past

To wash away what happened last

Hide behind an empty face

Don't have too much to say

'Cause this is just a game

 

It's a beautiful lie

It's a perfect denial

Such a beautiful lie to believe in

So beautiful, beautiful

It makes me

 

Beautiful

 

Everyone who's looking at me

I'm running around in circles, baby

Acquired desperation's building higher

I've got to remember this is just a game

 

So beautiful, beautiful

 

It's a beautiful lie

It's a perfect denial

Such a beautiful lie to believe in

So beautiful, beautiful

It makes me

 


música a beautiful lie - 30 seconds to mars

publicado por mafalda às 16:03 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Sábado, 17 de Maio de 2008

Olá a todos!

É verdade... Este é um post para raparigas!

 

O meu blog tem sido uma viagem pelos altos e baixos do coração...

 

Se chorei!

Se lamentei!

Se desabefei!

Se...!!!

 

Tudo o que escrevo aqui é tudo o que eu sou.

 

E, hoje, vou apresentar-vos o "eu" que também sabe ser "varrida das ideias".

 

Na semana passada tive a sorte de ver dois dos meus filmes favoritos... E ambos em canais publicos.

Primeiro, na rtp1, passou "Sala de Pânico".

Depois, na tvi, passou "Clube de Combate".

São dois filmes diferentes (muito diferentes) mas há uma coisa que os une: um dos actores.

Se, em "Sala de Pânico", ele interpreta o "Junior";

Em "Clube de Combate" o seu personagem tem um nome que mais se adequa: "Angel Face".

 

Como se não bastasse ser um dos meus actores de eleição, o senhor em questão revelou-se um talento musical... Não só a cantar, não só a tocar... Como também a compôr as músicas (e aí é que está a essência).

 

Apesar de eu me fazer acompanhar sempre pela vozinha dele (em cd ou no mp3) não resisto a postar este vídeo...

A música é a minha preferida (é o meu toque de telemóvel)... "The Kill"!

Escolhi este vídeo não só pela música mas, principalmente, pela série de fotos.

 

Ora digam lá se o Jared Leto não é um "Angel Face"...

 

 

 


música the kill - 30 seconds to mars

publicado por mafalda às 21:24 | link do post | comentar | ver comentários (21)

Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Tive uma ideia...

Uma ideia que, julgo, é nova...

 

O meu post anterior é um pouco "pesado"!

Não me levem a mal...

Eu adoro aquele texto!!!

Acho que a nossa doce "coisasdocoracao" fez uma boa escolha...

Mas aceito que vocês não concordem!

 

Por isso,

E porque já ando a pensar nisto há algum tempo,

Vou "criar" um novo desafio!

 

Este "desafio" é muito fácil, é acessível

E apenas têm de deixar a resposta no meu blog

(não é necessário que o transportem para o vosso cantinho... mas era giro se o fizessem)

 

Uma pergunta...

Apenas uma pergunta!

E a respectiva resposta.

É tudo o que é preciso.

 

Gostaria que todos vocês respondessem;

Os (meus) corações que sempre me acompanham, aqueles que de vez em quando dão uma espreitadela e até mesmo os que estão aqui pela primeira vez. 

 

 

QUAL É O TEU TOQUE DE TELEMÓVEL?

E PORQUÊ?

 



publicado por mafalda às 12:28 | link do post | comentar | ver comentários (50)

Depois das escolhas da Pérola segue-se as escolhas de outra jóia: coisasdocoracao.

Como os números escolhidos pertencem a um tema diferente, decidi publicar o número 48 hoje e deixar o 500 para amanhã (ou domingo).

É importante dizer que o texto "O Tiro Certeiro" não foi escrito para um destinatário em concreto...

Não se preocupem... São apenas frases que fui escrevendo até ao último ponto final.

 

 

48. O Tiro Certeiro

Num dia escuro e sombrio, numa noite fria de nevoeiro, viajo seguindo o meu instinto, procurando a morte... O tiro certeiro. Por entre as grades destes portões vejo aquele que será o meu último destino; uma tampa de caixão aberta, uma alma sem corpo, um corpo sem espírito. Todas estas preces e lamentações só me fazem querer cada vez mais desistir, deixo-me de suplícios e de orações já que finalmente vou partir. Tão longe, tão perto, vejo aquela que será a minha última moradia; um buraco aberto na terra do cemitério há muito tempo que se adivinha. Cheguei ao meu destino, cheguei à última invocação, a morte ao meu lado me guia e dentro deste cenário proclamo a auto-destruição. Naquela que será a última noite da minha vida, viajo para dentro do solo sagrado, sei que não há outra saída; suicído-me e tu és o único culpado. Vejo o meu nome numa lápide quase tão fria como o meu coração, chovem lágrimas de alegria, nada me poderia trazer mais satisfação do que abandonar esta miserável vida. O teu repouso mesmo ao lado do meu, sinto-me a afundar mas sem razão para ter medo. Vejo a morte no teu rosto! Disparo a arma... O tiro certeiro. 

 



publicado por mafalda às 11:32 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

Obrigada a todos (as) pelos comentários que tão bem me inspiram e também por aceitarem os meus textos.

Não sabem a importância que isso tem para mim...

A nossa querida Pérola escolheu mais dois números, o 111 e o 333, como os respectivos textos são curtinhos e pertencem ao mesmo tema (o amor, mais ou menos) decidi publicá-los, a ambos, hoje.

 

111. Não Te Disse Adeus

Não te disse adeus quando te vi partir

O que eu queria era prender o teu coração

As lágrimas caídas impedem-me de sorrir

A vida sem teu brilho condena-me à solidão

 

Não te disse adeus quando foste embora

O meu desejo era ter força para te abraçar

Deixei que seguisses e cruzaste a porta

Desculpa-me a falta de jeito para te amar

 

Não te disse adeus, partiste sereno e convicto

O destino separou-nos por uma eternidade

Ainda assim prevalece a certeza do amor sentido

É esse sentimento que me prende à realidade

 

Não te disse adeus; adeus nunca te vou dizer

Sei que sempre voltas e sempre continuarás a voltar

É o teu talento que te leva a outras paragens conhecer

É o teu coração, poço sem fundo, que te faz regressar.

 

 

333. Canção De Amor

És tu quem se senta ao meu lado e me segura na mão. Completas os meus versos com frases saídas do coração. Caíste do céu e eu perdi-me no teu sorriso. Esqueço o que vai lá fora, o mundo fica perdido. Nada existe para além do nosso amor... Formas rimas no adeus à dor. Cantas uma canção de sonhos e alegria. És o verdadeiro fundamento da minha vida.

 

 

 

Agora os miminhos:

 

 

 

Estes dois miminhos tão lindos foram-me oferecidos pela querida "coisasdocoracao".

Obrigada!

 

Vou passar a:

- almadormente

 e retribuo a coisasdocoracao
 
 
Obrigada, querida divaegugas, pelos miminhos que me ofereceste.
Já os postei noutra acasião mas estou contente por te teres lembrado de mim. 
 


publicado por mafalda às 13:59 | link do post | comentar | ver comentários (20)

Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Este desafio é diferente de todos os outros que fiz até hoje.

Foi-me passado pela Pérola (obrigada, amiga) e consiste em escrever o que tenho em cima da minha secretária.

Como tenho duas secretárias vou responder ao desafio duas vezes.

 

Na secretária do quarto, tenho:

 

- computador, teclado, colunas, rato e respectivo tapete

- um carregador de pilhas

- um rolo fotográfico que não mando revelar por teimosia 

- uma caneta de tinta azul

- um caderno A4 de capa preta

- cinco castiçais

- quatro perfumes 

 

Nota: o rolo fotográfico pertence ao pior concerto da minha vida: Boss AC; o senhor cantou seis canções e foi-se embora... Foram os 10€ que pior gastei em toda a minha vida.

 

 

Na secretária da sala, tenho:

 

- computador, teclado, colunas, rato (não necessita de tapete), microfone

- impressora/scanner

- o aparelho de ligação à net

- um candeeiro eléctrico

- um candeeiro a pilhas que apenas serve para decoração (quando falha a electricidade também dá jeito)

- uma mini-aparelhagem

- o comando da respectiva mini-aparelhagem, o comando da televisão e o comando da TvCabo

- o livro que ando a ler; "A Harpa de Ervas", de Truman Capote

- o telemóvel

- folhas de desenho

- uma caneta

- e, normalmente, o último cd que comprei; que hoje calha a ser "Beautiful Lie", de 30 Seconds To Mars

 

Nota: o meu mp3 também costuma andar por aqui mas hoje deu-lhe para passear. 

 

 

Agora tenho de passar o desafio a cinco pessoas:

 

- ¨Cena Roxa

- coisasdecoracao

- coisasdocoracao

- As palavras da minha vida...

- lagrimatua

 

e a todos aqueles que se sintam desafiados.

 


tags:

publicado por mafalda às 21:39 | link do post | comentar | ver comentários (6)

O pedido de "Lágrima Tua"... Um texto feliz...

Escolhi o número 135.

Espero que gostem!

 

135. Não Existem Palavras

Tal como os raios de sol num dia chuvoso de Inverno, apareces como surpresa, como dádiva de um anjo supremo. Para ti não existem palavras, não sei como descrever, um único olhar basta para eu mais me perder. Está tudo dito e tudo para ser feito; está tudo visto, sem rodeio. Bate o coração que tem medo de ficar sozinho, batidas amedrontadas pela visão do desconhecido. Quero falar-te, dizer-te o quanto me sinto afortunada; as frases não saem, ficam presas na garganta. Sem tempo para mais, tocas-me no rosto... Levas o meu ser nos teus dedos... Dou-to! Perco as defesas e também o pensamento, ganho as certezas do que é ter o amor como sentimento. Explode o coração ao sabor do teu olhar, explosão que o desfaz em mil e se deixa enfeitiçar. Será verdade ou é só um sonho perfeito? És real? És o meu ser conselheiro! Pegas na minha mão como se fosse de cristal e guias-me por caminhos impensáveis na alma do mais comum mortal. Não existem palavras para o que me fazes sentir, nunca o saberei explicar; um único movimento basta para cá dentro me despedaçar. Não existem palavras, apenas emoção; caem as muralhas do espírito e tudo em mim é rendição. Rolam as lágrimas em sinónimo de felicidade, gotas provocadas pela supremacia que mora em ti e te torna incomparável. Há muito a dizer mas as ideias fogem perante o teu sorriso; sinto-me ofuscada pelo sublime acto que presencio. E então bate forte o coração que sente medo de te perder, explode de emoção porque para além de ti nada mais há a ver. Batidas amedrontadas pelos maus pensamentos, desfeito em mil pelo que me fazes sentir... Rolam as lágrimas que definem os sentimentos pois para ti palavras deixam de existir.

 

 

E agora mais um miminho....

 

 

Este miminho foi-me oferecido pela minha (nossa) especial amiga "coisasdocoracao".

Sei que alguns de vocês também já foram nomeados mas não quero deixar-vos de fora.

Sendo assim, os meus "premiados" são:

 

- almadormente

- c911eutopias

- coisasdecoracao

- divaegugas

- aminhadortemoteunome

- As palavras da minha vida...

- lagrimatua

- puros*instantes
 
e, claro, retribuo a coisasdocoracao
Obrigada, amiga!

 

 



publicado por mafalda às 15:01 | link do post | comentar | ver comentários (24)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
blogs SAPO
subscrever feeds