Domingo, 30 de Novembro de 2008

Odeio chegar à conclusão de que sou uma simples criança nas tuas mãos!

Todos os anos chega este dia em que não deixo de pensar em ti por um único segundo que seja... E sinto-me uma criança ansiosa que espera a vinda do Pai Natal na madrugada do dia 25 de Dezembro.

Mal consigo dormir, mal consigo esperar; mas a espera é sempre muita e eu passo grande parte do dia a pensar no que te leva a agir assim!

Odeio ser tão fraca ao ponto de quebrar as promessas e juras que me faço em claros momentos de consciência clara!

Todos os anos chega o dia em que eu digo que não vai ser como era antes, que não me vou rebaixar, que não vou ligar, que vai passar em claro; mas sou fraca demais para cumprir os objectivos que traço e deixo que o meu coração tenha vontade sobre mim e tu... Tu ganhas sempre!

Odeio que me faças odiar-te e odiar-me!

Odeio estar nesta ansiedade mas eu sei que é sempre assim e sou incapaz de aprender com os meus próprios erros... Odeio tanto isso!

Todos os anos chega o mês em que a contagem é decrescente até chegar o dia... Aquele dia que nunca deixávamos passar... Aquele dia em que eu te chamava à parte...

Lembras-te?

Sabes o que acontecia depois?

Odeio que isso não importe mais e que nada disto seja como era antes.

Odeio que não me trates mais por "menina" nem que te maravilhes com aquilo que eu te dizia e escrevia.

Odeio este dia!

Odeio ter de chegar a uma hora em que não resisto mais e deixo-me comandar pelos sentimentos!

Odeio!

Odeio que me faças odiar o mundo e odiar tudo o que possa existir!

Odeio ter este ódio!

Odeio que o Universo conspire para que eu não esqueça o dia de hoje.

Todos os anos chega o dia em que tudo me leva a ti... A música que dá no rádio, o filme que dá na televisão, a fotografia que alguém tirou, a frase que alguém disse... E eu ajo sem consciência, guiada pela força do coração!

Odeio-te!

Odeio-te por me fazeres amar-te tanto!

 

"PARABÉNS!"

 

 November Rain - Guns N' Roses

When I look into your eyes I can see a love restrained

But darlin' when I hold you don't you know I feel the same?

'Because nothing' last forever and we both know hearts can change

And it's hard to hold a candle in the cold November rain

 

We've been through this such a long long time just tryin' to kill the pain

But lovers always come and lovers always go

And no one's really sure who's lettin' go today, walking away

If we could take the time to lay it on the line

I could rest my head just knowin' that you were mine, all mine

 

So if you want to love me then darlin' don't refrain

Or I'll just end up walkin' in the cold November rain

 

Do you need some time...on your own

Do you need some time...all alone

Everybody needs some time...on their own

Don't you know you need some time...all alone

 

I know it's hard to keep an open heart

When even friends seem out to harm you

But if you could heal a broken heart

Wouldn't time be out to charm you

 

Sometimes I need some time...on my own

Sometimes I need some time...all alone

Everybody needs some time...on their own

Don't you know you need some time...all alone

 

And when your fears subside and shadows still remain

I know that you can love me when there's no one left to blame

So never mind the darkness we still can find a way

'Cause nothin' last forever even a cold November rain

 

Don't ya think that you need somebody

Don't ya think that you need someone

Everybody needs somebody

You're not the only one

You're not the only one

 


música november rain - guns n' roses

publicado por mafalda às 14:49 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

 

O CAMINHO... ENTRE A ALMA E O CORAÇÃO

 

Caminhava sozinha pela estrada fora com o pensamento a mil à hora...

- Porquê?

Ninguém para responder...

O vento agitava as árvores e apenas isso quebrava o silêncio entre Ela e o mundo à sua volta... O coração pedia-lhe para seguir em frente.

Passo após passo, sem olhar para trás, Ela caminhava mergulhada nos pensamentos terríveis e nas imagens que pensava encontrar quando chegasse ao seu destino.

- E depois? O que acontecerá depois?

Mais uma vez, ninguém respondeu.

Passou um carro fazendo com que as folhas que repousavam no chão se levantassem e desfilassem diante dos seus olhos... Por momentos sentiu-se parte do mundo e, por escassos segundos, parou...

Mas o coração, dono da vontade, ordenou:

- Em frente!

E Ela obedeceu.

Pé ante pé, sem olhar para os lados, o destino seria apenas um...

Os raios de sol furavam os densos ramos das árvores, gritando:

- É dia!

Ela não queria saber se o dia apenas começava ou se a noite já dava sinais; para Ela era o fim!

Cada vez mais próxima do local onde era esperada, o coração batia mais e mais num misto de desespero e adrenalina. O sofrimento roubou-lhe uma lágrima mas eis que está diante do portão...

Ao longe via as pessoas que se passeavam pelos belos jardins e logo ali Ela soube que estava a fazer aquilo que estava certo, mesmo que mais tarde naquela noite chorasse, mesmo que o vazio do seu peito aumentasse num infinito de dores insuportáveis.

Agora, dentro do recinto, as pessoas estavam cada vez mais próximas e todas elas se estendiam em cumprimentos; um "olá" aqui, um "como estás" acolá, tendo todos como resposta o seu bonito mas falso sorriso.

O relógio marcava a hora certa...

Ela ajeitou o seu vestido e verificou se os sapatos estavam tão limpos como quando os comprara no dia anterior; esqueceu o passeio que deu minutos antes, esqueceu as conclusões a que chegara... 

Os sinos tocavam, a música do piano não parava... Em frente ao altar Ela esperava de pé.

Ao fundo do longo corredor decorado a rosas, uma figura vestida de branco apareceu e, todos aqueles que estavam sentados, levantaram-se como que por ordem de uma força superior.

Pé ante pé, aquela figura de branco dirigia-se ao altar com um sorriso brilhante iluminando tudo por onde passava.

Ela deixou escapar uma lágrima...

- Foi de felicidade - mentiria mais tarde.

Tal como o tempo, que nunca pára, a figura de branco precipitava-se para o seu destino com o vestido a varrer o chão e o véu a dançar com o vento.

A figura de branco estava a escassos metros do altar e, pela primeira vez naquele dia, Ela teve coragem para olhar o homem que estava à distância de centímetros e que, tal como todos os restantes, não tirava os olhos da figura de branco.

Todos no seu lugar...

A música parou...

E da primeira fila Ela assistiu ao casamento do seu grande amor... Com a sua melhor amiga.

 

nota: texto de ficção criado por mim para a "Fábrica de Histórias"

 



publicado por mafalda às 13:56 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Sem tempo para mais, deixo-vos a minha música do momento, ou seja, aquela música que não páro de ouvir (e nem sou muito admiradora destas senhoras).

 

This Part - The Pussycat Dolls

 

We're driving slow through the snow on 5th Avenue

And right now radio's all that we can hear

That we ain't talk since we left it so overdue

It's cold outside but between us it's worse than it

 

The world slows down, but my heart beats fast right now

I know this is the part where the end starts

 

I cant take it any longer thought that we were stronger

All we do is linger slipping through our fingers

I dont wanna try now all thats left's goodbye to

Find a way that I can tell you

 

I hate this part right here

I hate this part right here

I just can't take your tears

I hate this part right here

 

Everyday, seven takes us to the same old scene

Seem we're bound by the laws of the same routine

Gotta talk to you now before we go to sleep

But you will sleep once I tell you that's hurting me

 

The world slows down, but my heart beats fast right now

I know this is the part where the end starts

 

I cant take it any longer thought that we were stronger

All we do is linger slipping through our fingers

I dont wanna try now all thats left's goodbye to

Find a way that I can tell you

 

I hate this part right here

I hate this part right here

I just can't take your tears

I hate this part right here

 

I know your last me to hold on

And carried on like nothings wrong

There is no more time for lies

Cause I'm detoxing your eyes

 

I cant take it any longer thought that we were stronger

All we do is linger slipping through our fingers

I dont wanna try now all thats left's goodbye to

Find a way that I can tell you

 

I gotta do it

 

I hate this part right here

I hate this part right here

I just can't take your tears

I hate this part right here

 


música i hate this part - the pussycat dolls

publicado por mafalda às 15:32 | link do post | comentar | ver comentários (40)

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Este desafio foi-me passado pela Pingo de Mel e consiste em revelar sete vícios.

Aqui vão eles (aleatoriamente):

 

- escrita

há um bloco e uma caneta que me acompanha para tudo quanto é sítio, tenho de rabiscar sempre uma ou outra frase

 

- música

de qualquer tipo, de qualquer lugar; música não pode faltar

 

- chocolate

o chamado "vício proíbido" :) só não gosto daquele com uvas passas

 

- cozinhar

por enquanto, ainda gosto de cozinhar; entradas, pratos principais, sobremesas... é cá comigo

 

- água

ando sempre com uma garrafa atrás de mim

 

- roer as unhas

é triste, eu sei... mas eu só estou bem a roer as unhas

 

- séries

as séries que passam na rtp2 viciam-me fielmente...

actualmente é esta a lista:

segunda - perto de casa

terça - clínica privada (já vi num outro canal)

quarta - sem rasto

quinta - sobrenatural

sexta - lipstick jungle (adoro!)

 

vou passar o desafio a:

- paty

- lipa

 


tags:

publicado por mafalda às 09:15 | link do post | comentar | ver comentários (8)

Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

És o doce sabor que me corre nas veias, és as imagens que preenchem o meu pensamento, és o princípio e o fim de uma vida que sem ti não existe. És mais... Muito mais. Sou criança nos teus braços, sou estrela na tua companhia, sou eterna no teu olhar. Fazes-me ser mais... Muito mais. És o doce sabor das minhas lágrimas de alegria, és o batimento certo do meu desconcertante coração, és o ar que respiro quando me sinto sufocar. És mais... Serás sempre muito mais.

 

Heaven - Bryan Adams

Oh, thinkin' about all our younger years

There was only you and me

We were young and wild and free

Now nothin' can take you away from me

We've been down that road before

But that's over now

You keep me comin' back for more

 

And baby you're all that I want

When you're lyin' here in my arms

I'm findin' it hard to believe

We're in heaven

And love is all that I need

And I found it there in your heart

It isn't too hard to see

We're in heaven

 

Oh, once in your life you find someone

Who will turn your world around

Bring you up when you're feelin' down

Now nothin' could change what you mean to me

Oh there's lots that I could say

But just hold me now

Cause our love will light the way

 

And baby you're all that I want

When you're lyin' here in my arms

I'm findin' it hard to believe

We're in heaven

And love is all that I need

And I found it there in your heart

It isn't too hard to see

We're in heaven

 

I've been waitin' for so long

For somethin' to arrive

For love to come along

Now our dreams are comin' true

Through the good times and the bad

Ya, I'll be standin' there by you

 

And baby you're all that I want

When you're lyin' here in my arms

I'm findin' it hard to believe

We're in heaven

And love is all that I need

And I found it there in your heart

It isn't too hard to see

We're in heaven

Heaven

 

You're all that I want

You're all that I need

 


música heaven - bryan adams

publicado por mafalda às 09:17 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Tu sabes que o leite simples faz-me azia...

Tu sabes que nunca achei piada às bolachas "Oreo"....

Sabes bem que rejeito a ideia de mergulhar os dedos no leite...

 

Mas trouxeste o copo...

Trouxeste as bolachas...

Não trouxeste colher!

 

E eu...

Derreti-me!

 

O leite:

 

As bolachas:

 

E nós:

 

PS. Adivinha o que não vai faltar na minha lista de compras!

 

nota: imagens retiradas da internet



publicado por mafalda às 09:15 | link do post | comentar | ver comentários (63)

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

(imagem retirada da internet)

 

Shape Of My Heart - Sugababes & Sting

I live my life in chains

Got my hands in chains

And I can't stick with the cards

That I got with a deal

Like this I must insist

That a girl's got more to do

Then be the way you think a woman should I

'm taking it into my own hands

In this man's land I can understand

Why I'm taking command

Had enough of stuff

And now it's time to think about me, me yeah

 

And you can easily gamble your life away

Second after second

And day by day

You play the game or you walk away

It's a new turn on a blue day

And a cool deal of life for me

And it's all good

 

I know that the spades are the swords of a soldier

I know that the clubs are weapons of war

I know that diamonds mean money for this art

But that's not the shape of my heart

 

I've always played it safe nothing's ever safe

Give me the courage to back my own convictions

Every decision I make I pay it back and more

Now turn the cards and let them fall to me

I don't need to play on with the hand that they have given me

I'll give it back cos it's not the way it has to be

 

And you can easily gamble your life away

Second after second

And day by day

You play the game or you walk away

It's a new turn on a blue day

And a cool deal of life for me

And it's all good

 

I know that the spades are the swords of a soldier

I know that the clubs are weapons of war

I know that diamonds mean money for this art

But that's not the shape of my heart

 

That's not the shape

The shape of my heart

My heart

That's not the shape of my heart

 

And you can easily gamble your life away

Second after second

And day by day

You play the game or you walk away

It's a new turn on a blue day

And a cool deal of life for me

And I'm feeling good


I know that the spades are the swords of a soldier

I know that the clubs are weapons of war

I know that diamonds mean money for this art

But that's not the shape of my heart

 


música shape of my heart - sugabebes & sting

publicado por mafalda às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Embora a Bichana não tenha recebibo indicações para passar este desafio, não resisto a trazê-lo para o meu cantinho.

Consistindo na escolha de três livros, não foi nada fácil responder.

Eis as minhas escolhas:

 

1. O Demónio E A Senhorita Prym - Paulo Coelho

O Demónio e a Senhorita Prym

 

Sinopse:

"Uma aldeia dividida pela cobiça e pela ambição. Um homem perseguido pelo fantasma de um passado doloroso. Uma jovem em busca da felicidade. Em apenas sete dias, o Bem e o Mal travarão uma batalha decisiva e cada personagem terá de decidir a que lado quer pertencer. Poderá a integridade humana resistir a todas as tentações? Poderá o sofrimento corromper a fé? E poderá a esperança vencer até a mais profunda dor? Estas são apenas algumas das questões levantadas por este romance inquietante, narrado com a admirável mestria de Paulo Coelho."

 

2. Na Margem Do Rio Piedra Eu Sentei E Chorei - Paulo Coelho

Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

 

Sinopse:

""Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei" é o empolgante e comovente relato do reencontro de dois amantes que nunca o chegaram a ser. Pilar e o seu companheiro conheceram-se na infância, afastaram-se na adolescência, e onze anos depois voltam a encontrar-se. Ela, uma mulher que a vida ensinou a ser forte e a não demonstrar os seus sentimentos. Ele, um homem capaz de fazer milagres, que busca na religião uma solução para os seus conflitos. Depois de tantos anos separados, os dois amigos partem numa viagem durante a qual terão de ultrapassar os obstáculos do ressentimento e do silêncio. É na margem do rio Piedra, numa pequena aldeia dos Pirinéus, que encontram a coragem para falar sobre as grandes questões da vida e para admitir os seus sentimentos."

 

3. Lobo Branco / As Espadas Da Noite E Do Dia - David Gemmell

 

Sinopse:

"Com esta grandiosa epopeia é apresentado ao público português um autor de grande notoriedade internacional que tem vindo a afirmar-se como um verdadeiro autor de culto e é considerado como fonte revigoradora do género fantástico. Os mundos que cria são violentos e intensos. Neste livro é apresentado um novo herói de grande plano, Skilgannon, o Maldito, que foi sucessivamente um temido e prestigiado guerreiro, profundamente ligado a duas figuras femininas por laços de amor e de paixão, depois monge, e por fim, um homem solitário atormentado e dividido."

 

 

Sinopse:

"A colecção «Via Láctea» apresentou-o com a obra Lobo Branco, a que este título vem dar continuidade. Mesmo quem não leu o livro anterior pode fruir plenamente da leitura, porque Gemmell dá pistas suficientes para que o leitor compreenda a evolução dos acontecimentos, embora se tenham passado mil anos depois da morte de Skilgannon, o Maldito. Este é de novo trazido à vida para derrotar uma tirana sanguinária, a Eterna. Mas, ao cabo dos séculos em que a alma de Skilgannon vagueou no Vazio abissal, será ele ainda capaz de empunhar as espadas mágicas e pôr fim ao massacre?"

 

Passo o desafio a:

- Pingo de Mel

- Coisas do Coração

- Sorriso

- Paty Pinheiro

- Jo

 


tags:

publicado por mafalda às 22:37 | link do post | comentar | ver comentários (63)

(imagem retirada da internet)

 

Corre muito para mim e agarra-te ao meu pescoço, eu prometo cuidar de ti e afugentar todos os teus medos. Dá-me a tua mão e confia em mim, vou levar-te a passear por lugares mágicos. À minha vida vieste dar um novo sentido, apenas quero retribuir, por isso corre muito para mim e abraça-me com toda a tua força. Deixa-me cheirar o perfume do teu cabelo e ajeitar a tua roupa, quero tratar tão bem de ti como serias capaz de tratar de mim. E eu gosto tanto de ti! Só de pensar em ti sinto as lágrimas formarem-se nos olhos; nunca pensei que pudesse existir um amor tão grande e tão forte. Estou completamente apaixonada por ti... Corre muito para mim, meu anjo, adoro ver o brilho dos teus olhos. És tão inocente e especial! Quero ter-te sempre comigo e é contigo que estão as minhas preces. Deixa-me agarrar-te com força, deixa-me olhar bem a tua beleza, deixa-me sentir o teu corpo encostado ao meu. Quero ser a calma do teu sono, quero ser a razão do teu sorriso, quero cuidar de ti e dar-te tudo o que precisas, por isso, meu pequeno anjo, corre muito para mim.

 

 

When Your Heart Is Weak - Cock Robin

What's the matter with the way we look?

Surely it's not the end

I only meant to make my motions clear

You worry too much if it's understood

Should we be seen as friends?

Seems like a real good beginning right here

 

'Cause when your heart is weak

I'm gonna pick the lock on it

My fingertips won't fail me

No matter what you do

The love you cannot see yet

Is about to witness a dawning

And you can twist and turn

But you won't get loose

 

Better forget getting rid of me

I don't see how you can

You put me off and I will hunt you down... again

I'm mighty patient when I have to be

You have given me that

Still I look forward to the day you let me in

 

'Cause when your heart is weak

I'm gonna pick the lock on it

My fingertips won't fail me

No matter what you do

 

I'm gonna prove myself worthy

No more just hanging on

Without a prayer of a chance

I'm gonna come without warning

when your defenses are down

And you're in a desperate need

Oh, I bet you you then, you'll welcome me...

Your ol' companion

Your ol' companion

 

'Cause when your heart is weak

I'm gonna pick the lock on it

My fingertips won't fail me

No matter what you do

 

'Cause when your heart is weak

I'm gonna pick the the lock on it

And you can twist and turn

But you won't get, you won't get

No you won't get loose

Oh no

 


música when your heart is weak - cock robin

publicado por mafalda às 09:15 | link do post | comentar | ver comentários (12)

Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

É fácil olhar para ti e sentir-me nas nuvens. É tão fácil expressar-te as palavras do meu coração! É abençoada esta paz que me trazes em cada passo que dás a caminho do meu destino. Exausta-me a maneira como partes o meu coração uma e outra vez mas é atenuante sentir-te a juntar peça por peça e ter a certeza do seu batimento. É fácil sorrir mesmo se só te veja nas recordações infinitas que guardo na minha alma. É tão fácil voar ao pensar em ti! É abençoada a minha existência se te sinto parte dela.

 

Can't Help Falling In Love - UB40

(Versão original: Elvis Presley)

Wise men say, only fools rush in

But I can't help falling in love with you

 

Wise men say, only fools rush in
But I can't help, falling in love with you
Shall I stay? Would it be a sin
If I can't help falling in love with you?

Like a river flows, surely to the sea,
Darling, so it goes somethings were meant to be.
Take my hand, take my whole life too.
For I can't help falling in love with you

Like a river flows, surely to the sea
Darling so it goes, somethings were meant to be
Take my hand, take my whole life too.
For I can't help falling in love with you.

I can't help falling in love with you.

 


música can't help falling in love - ub40

publicado por mafalda às 09:47 | link do post | comentar | ver comentários (6)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds