Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

"Existem pessoas nas nossas vidas que nos fazem felizes pela simples casualidade de terem cruzado o nosso caminho.

Algumas percorrem o caminho a nosso lado, vendo muitas luas passar, mas outras apenas vemos entre um passo e outro.

A todas chamamos amigos e há muitas classes deles. Talvez cada folha de uma árvore represente um dos nossos amigos.

O primeiro que nasce é o nosso amigo Pai e a nossa amiga Mãe, que nos mostram o que é a vida.

Depois, vêem os amigos Irmãos, com quem dividimos o nosso espaço para que possam florescer como nós.

Passamos a conhecer toda a família de folhas a quem respeitamos e desejamos o bem.

Mas o destino apresenta-nos a outros amigos, os quais não sabíamos que iriam cruzar-se no nosso caminho. A muitos deles chamámos amigos da alma, do coração. São sinceros, são verdadeiros. Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz. E, às vezes, um desses nossos amigos da alma estala no nosso coração e então chamamos-lhe um amigo namorado.

Esse dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos lábios, saltos aos nossos pés.

Mas também há aqueles amigos de passagem, talvez umas férias, ou uns dias, ou umas horas.

Eles colocam-nos sorrisos no rosto durante o  tempo que estamos com eles.

Falando do assunto, não podemos esquecer os amigos distantes, aqueles que estão na "ponta das ramas" e que quando o evento sopra, sempre aparecem entre uma folha e outra. O tempo passa, o verão vai-se, o outono aproxima-se e perdemos algumas das nossas folhas, algumas nascem noutro verão e outras permanecem por muitas estações.

Mas o que nos deixa mais felizes é que as folhas que caíram continuam junto, alimentando a nossa raiz com alegria. São recordações de momentos maravilhosos de quando se cruzaram no nosso caminho.

Desejo-te, folha da minha árvore, paz, amor, sorte e prosperidade.

Hoje e sempre... Simplesmente porque cada pessoas que passa na nossa vida é única. Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.

Haverá os que levam muito mas não haverá os que não nos deixam nada.

Esta é a maior responsabilidade da nossa vida e a prova evidente de que duas almas não se encontram por casualidade."

 

Foste tu que me deste a conhecer este texto, numa simples folha de caderno que ainda hoje guardo.

Não sei se te recordas, não sei se significou tanto para ti como para mim.

Senti que foi especial... Mais do palavras bonitas, foram palavras oferecidas pela minha prima, pela minha amiga.

Fizeste 27 anos no passado dia 27 e, embora queiras riscar o dia do calendário, eu não podia deixar de fazer refêrencia a tal data.

Lembras-te do ano passado? (aqui) Foi um dia para recordar os velhos tempos, para tirar o véu de muitas recordações que ajudaram a fazer de nós o que somos hoje. Desta vez decidi mostrar-te o quando gosto de ti, o quanto te quero bem, com as mesmas palavras que me ofereceste.

 

Agora, em forma de presente, uma musiquinha para ti:

www.imeem.com/shemy/video/_v1sGeon/boyzone-all-that-i-need-music-video/

(não deu para publicar o vídeo)

 

I was lost and alone
Trying to grow
Making my way down that long winding road
Had no reason, no rhyme
Like a song out of time
And there you were standing in front of my eyes

How could I be such a fool
To let go of love and break all of the rules
Girl when you walked down the door
Left a hole in my heart
And now I know for sure

You're the air that I breathe
Girl you're all that I need
And I wanna thank you, lady
You're the words that I read
You're the light that I see
And your love is all that I need

I was searching in vain
Playing a game
Had no-one else but myself left to blame
You came into my world
No diamonds or pearls
Could ever replace what you have gave to me girl

Just like a castle sand
Girl, I almost let love slip right out of my hands
And just like a flower needs rain
I will stand by your side through the joy and the pain

You're the air that I breathe
Girl you're all that I need
And I wanna thank you, lady
You're the words that I read
You're the light that I see
And your love is all that I need

 

You're the air that I breathe
Girl you're all that I need
And I wanna thank you, lady
You're the words that I read
You're the light that I see
And your love is all that I need

 

You're the song that I sing

Girl, you're my everything

And I wanna thank you, lady

You're all that I need, girl
You're the air that I breathe, yeah
And I want to thank you
( And I want to thank you, lady )

You're the words that I read, girl
Your love is all that I need, yeah
And I want thank you
( And I want to thank you, lady )

You're all that I need, girl
You're the air that I breathe, yeah
And I want to thank you...

 

PARABÉNS, PRIMINHA!

imnei ;)


música all that i need - boyzone
tags: ,

publicado por mafalda às 11:42 | link do post | comentar | ver comentários (14)

Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

A "morte do artista" também serve para que a vida que teve seja celebrada e, sim, eu sei que este é já o meu segundo post de hoje dedicado ao mesmo tema, sim, sei que não se fala de outra coisa, mas acontece que em sete canais de música que tenho, seis estão (ou estavam) a passar músicas do Michael Jackson... Algumas mais velhas do que eu, outras mais recentes não tão bem sucedidas e as intemporais.

Thriller, Billie Jean, Beat It, Bad, Black Or White, Heal The World, Man In The Mirror, Dirty Diana, The Way You Make Me Feel, You Are Not Alone, Smooth Criminal, We Are The World...

É uma lista interminável e, sim, gosto de todas estas músicas.

Mas há uma, uma em particular que hoje recordei, que hoje me levou aos tempos em que eu pegava no álbum "Dangerous" e cantava-a.

Tinha esquecido o quando adoro esta música!

Se não tiverem com pachorra para ouvirem, pelo menos prestem atenção à letra.

 

Will You Be There - Michael Jackson

Hold Me
Like The River Jordan
And I Will Then Say To Thee
You Are My Friend

Carry Me
Like You Are My Brother
Love Me Like A Mother
Will You Be There?

Weary
Tell Me Will You Hold Me
When Wrong, Will You Skold Me
When Lost Will You Find Me?

But They Told Me
A Man Should Be Faithful
And Walk When Not Able
And Fight Till The End
But I'm Only Human

Everyone's Taking Control Of Me
Seems That The World's
Got A Role For Me
I'm So Confused
Will You Show To Me
You'll Be There For Me
And Care Enough To Bear Me

(Lead Me)
(Lay Your Head Lowly)
(Softly Then Boldly)
(Carry Me There)

(Hold Me)
(Love Me And Feed Me)
(Kiss Me And Free Me)
(I Will Feel Blessed)

(Carry)
(Carry Me Boldly)
(Lift Me Up Slowly)
(Carry Me There)

(Save Me)
(Heal Me And Bathe Me)
(Softly You Say To Me)
(I Will Be There)

(Lift Me)
(Lift Me Up Slowly)
(Carry Me Boldly)
(Show Me You Care)

(Hold Me)
(Lay Your Head Lowly)
(Softly Then Boldly)
(Carry Me There)

(Need Me)
(Love Me And Feed Me)
(Kiss Me And Free Me)
(I Will Feel Blessed)

In Our Darkest Hour
In My Deepest Despair
Will You Still Care?
Will You Be There?
In My Trials
And My Tripulations
Through Our Doubts
And Frustrations
In My Violence
In My Turbulence
Through My Fear
And My Confessions
In My Anguish And My Pain
Through My Joy And My Sorrow
In The Promise Of Another Tomorrow
I'll Never Let You Part
For You're Always In My Heart.


música will you be there - michael jackson

publicado por mafalda às 14:25 | link do post | comentar | ver comentários (28)

"Quando o Michael Jackson morrer, meio mundo vai ficar de luto"

 

Esta frase é da minha irmã mais velha e expressa bem a admiração que ela tinha (tem) pelo "Rei da Pop".

Desde os velhinhos discos de vinil, passando pelas cassetes até aos cd's, desde bandeiras, camisolas e todo o género de merchandising, Michael Jackson fez parte do meu crescimento. Não era nascida aquando do lançamento de "Thriller" e por isso não sei medir a dimensão do impacto que esse ábum teve nas pessoas mas isso não me impede de compreender o que tornou "Thriller" o álbum mais vendido de sempre (com mais de cem milhões de cópias vendidas). Quem não conhece canções como "Billie Jean", "Beat It" ou até mesmo "Thriller"?

Recordo-me de ver as cassetes de vídeo dos seus concertos (que a minha irmã ainda hoje guarda a sete chaves) e, para além do grande espectáculo que girava em torno de cada música, guardo memórias de pessoas a desmaiarem quando Michael aparecia no palco.

Outra coisa que vi inúmeras vezes foi o filme "Moonwalker", lançado em 1988.

Para muitos, Michael Jackson era apenas o "preto mais branco do mundo", para outros (como a minha irmã) era o ídolo dos ídolos, era Deus na Terra.

Esta madrugada estive exactamente uma hora e quarenta e sete minutos a processar a ideia...

 

... Michael Jackson morreu ...

... Michael Jackson morreu ...

... Michael Jackson morreu ...

 

E ao fim de todo esse tempo a frase continuou a parecer absurda, surreal!

Mas trata-se do Michael Jackson...

 

E QUEM DISSE QUE O MICHAEL JACKSON ALGUM DIA MORRERÁ?

 

Billie Jean - Michael Jackson

(é difícil escolher apenas uma música)

 



publicado por mafalda às 08:43 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Depois de ouvir uma locutora de rádio dizer que a Miley Cyrus (também conhecida como Hannah Montana) é feia:

Ela: Realmente! A miúda não é assim tão bonita.

Ele: Comparada com quem?

Ela: Olha, com a Angelina Jolie, por exemplo.

Ele: Também foste logo escolher a Angelina Jolie! Já pensaste que, comparada com outras pessoas, a rapariga até é bonita?

Ela: Até que tens razão mas... O que é isso de "ah e tal, também foste logo escolher a Angelina Jolie"? Com que então, a dona Angelina é bonita!

Ele: Oh! É bonita, sim, mas isso é relativo! (silêncio) Até tu és feia.

Ela: Estás-me a comparar com a Angelina?

Ele: Não! Estou a comparar-te contigo.

Ela: Como é que é?

Ele: Deixa-me reformular; não és feia mas também não és bonita. Ou seja, se te comparar contigo, e é o que estou a fazer, és mais bonita do que ontem! És mais bonita a cada dia que passa, portanto, ontem não eras assim tão linda.

 

Ultimamente não sei muitas coisas!

Não sei explicar muito do que se passa dentro de mim...

Não sei organizar prioridades nem distinguir o que realmente importa...

Ultimamente tenho perdido muitas coisas!

Tenho desenvolvido sentimentos contraditórios...

Tenho confundido o passado com o presente...

Mas de uma coisa tenho a certeza:

É impossível não gostar de ti...

É impossível não me orgulhar de ti...

É improvável que te deixe ir.

 

Would I call your name
Through the ruins of emptied halls?
Could I see your face
Within passions yet unborn?
Speak fragile truths into the air
So new and cold
Could I lie to you?
Could I live this life alone?

Fade to the year's cascading dreams of hope and light
Through vacant thoughts the eve is found in stormy skies
To the years cascading dreams of hope and loss
Our painted world shall see an end to all we find

Would I take your hand
Would I lead you from the mist
In another place
Where the sun can never set?
Years carry us into the certainty of doubt
Could I lie to you?
Could I leave you here alone?

Soon enough the ice will break
Falling down lost in melting years
Soon enough the dawn awakens
Holding tight memories of our love
And our loss

"Doubt", Bella Morte


música boubt - bella morte

publicado por mafalda às 10:37 | link do post | comentar | ver comentários (14)

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Mais um desafio, desta vez passado pela Sorriso (obrigada!) :)

 

Parte 1

 

O que te choca: violência, tortura (física e/ou psicológica), ignorância, injustiça, etc.

 

O que te arrepia: tocarem-me no pescoço

 

O que te excita: um jogo de futebol importante (e nada tem que ver com as pernas dos jogadores, ahahah)

 

O que te solta: cantar e escrever

 

O que te faz rir: comediantes (alguns), sussurros ao ouvido, cócegas, crianças 

 

O que te faz chorar: tristeza, melancolia, nostalgia, certos pensamentos, etc.

 

O que te causa náuseas: falsidade

 

O que te falta para seres feliz: não creio que alguém consiga ser feliz em pleno, falta sempre alguma coisa, portanto, falta-me "isto" ou "aquilo".

 

O que te traz infelicidade: faltar-me "isto" ou "aquilo"

 

O que te magoa: ver pessoas inocentes sofrerem com os erros dos verdadeiros culpados

 

O que desejas: desejo não precisar de pedir muitos desejos

 

O que receias: violência

 

O que não queres perder: criatividade, personalidade

 

O que queres alcançar: reconhecimento

 

Uma data que abomina: nenhuma em particular

 

Uma festividade que adora: não sou dada a essas coisas

 

Uma qualidade que aprecie nas pessoas: só uma? bem, tirei de dizer lealdade

 

Uma característica que abomine nas pessoas: assim de repente, falsidade

 

Uma mentira que tenha dito: ui, tantas! :) a mais comum é "não sei"

 

Uma nostalgia: "é claro que não esqueci a menina"

 

Parte 2

 

Vida: sem ela não podemos ser alguém :)

 

Amor: sem ele não há vida

 

Casamento: um grande sonho que deveria ter acontecido aos 21 anos, agora dou por mim a pensar que o ideal seria uma coisa espontânea (sem grande cerimónia nem muitos convidados)

 

Família: como todas (i guess), com qualidades e defeitos

 

Dinheiro: "nunca me faltou porque nunca me prometeu nada" (uma das frases do meu pai)

 

Homem: o meu pai

 

Mulher: eu?!

 

Desejo: ser escritora profissional

 

Sucesso: já tive numas coisas, tenho noutras coisas e, espero, terei em mais coisas

 

Profissão: mulher dos sete (ou mais) ofícios

 

Saúde: uma ou outra arritmia, tirando isso, boa (muito obrigada) :)

 

Internet: o vício dos vícios

 

Presente: tranquilo

 

Passado: de sonho

 

Futuro: logo se verá ;)

 

Politica: adoro!!!

 

Brasil: um país de aprências! é muito bom para quem está de fora

 

Sexo: feminino

 

Arte: uma paixão

 

Opinião sobre o desafio em questão: interessante

 

Tenho de passar o desafio a 10 pessoas mas vou exceder-me (como é costume):

 

- pingodemel

- closet

- ninita

- jo (que está de férias)

- pankas

- cloudy

- joana

- tixa

- so much more

- so many stories

- teresa

- inês

- um mel doce

- margot

- complicadinha

- lady magenta

- mariiia piiim

- paty

- sonhandoaosquarenta

- justmoments

- carolina

- ana rita

- lipa

- magnolia

- taci

- stupidisthenewsmart


tags:

publicado por mafalda às 14:31 | link do post | comentar | ver comentários (26)

Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Recentemente deu-me na cabeça em comprar um par de luvas para fazer limpeza. Sendo coisa que já não faço há muito tempo (utilizar luvas) fiquei indecisa sobre qual seria o meu tamanho, aliás, acho mesmo que "tamanhos" era coisa que não existia da última vez que usei uma coisa destas.

Na prateleira do supermercado deparei-me com vários tamanhos, cores e marcas e eu, sem perceber patavina, peguei num par "médio" e "cor-de-rosa".

- Tamanho médio - pensei eu - No meio é que está a virtude.

Mas aí é que me enganei!

O cor-de-rosa nem foi muito mal escolhido pois sempre suaviza a tarefa mas... Tamanho médio? Pois sim!

O "médio" para eles deve ser o "enorme" para mim! Precisava de ter mais dois ou três centímetros de dedo para que as luvas me servissem.

 

Fiquei na dúvida...

Serão as minhas mãos demasiado pequenas para o mundo caber nelas?

 

Então depois é que percebi...

Qual é o interesse de ter o mundo nas mãos? O que importa é saber segurar no teu coração e esse, não te preocupes, mesmo que as mãos sejam tamanho pequeno, está bem seguro.

 

A Gaivota - Amália Hoje

Se uma gaivota viesse
Trazer-me o céu de lisboa
Num desenho que fizesse

Nesse céu onde o olhar
É uma asa que não voa
Esmorece e cai no mar

Que perfeito coração
No meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia
Perfeito meu coração

Se um português marinheiro
Dos sete mares andarilho
Fosse quem sabe o primeiro

A contar-me o que inventasse
Se um olhar de novo brilho
No meu olhar se enlaçasse

Que perfeito coração
Morreria no meu peito
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde perfeito
Bateu meu coração

Que perfeito coração
No meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia
Perfeito meu coração

Que perfeito coração
No meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia
Perfeito meu coração

Perfeito meu coração
Perfeito meu coração


música a gaivota - amália hoje

publicado por mafalda às 11:05 | link do post | comentar | ver comentários (30)

Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Muito, muito, muito obrigada a todas as pessoas que me passaram estes miminhos lindos:

 

 

 

 

 

Agora o desafio das 33 perguntas:

 

1) Nome?

Soledade Mafalda.

 

2) Porque lhe deram esse nome?

Soledade porque era o nome da minha madrinha, Mafalda foi escolha do meu pai.

 

3) Você faz pedidos às estrelas?

Uma vez fiz um pedido a uma estrela cadente... E resultou.

 

4) Quando foi a última vez que você chorou?

Ontem à tarde.

 

5) Gosta da sua letra?

Escrevo imenso à mão... Mas detesto a minha letra.

 

6) Gosta de pão com quê?

Com chourição :) (não é chouriça, é chourição!)

 

7) Quantos filhos você tem?

Zero.

 

8) Se você fosse outra pessoa, seria seu amigo?

Obviamente.

 

9) Saltaria de Bungee-jumping?

Claro que sim.

 

10) Desamarra os sapatos antes de tirá-los?

Calçado com atacadores só mesmo os ténis mas eu não amarro, portanto, não desamarro.

 

11) Acreditas que és uma pessoa forte?

Sei que sou.

 

12) Gelado favorito?

Gelado de banana e baunilha com molho de chocolate.

 

13) Vermelho ou preto?

Preto!

 

14) O que menos gostas em ti?

As ancas.

 

15) O que mais gostas em ti?

Os dentes (tão direitinhos que eles são!).

 

16) De quem você sente saudades?

Da Marlene e, vá, do Mário.

 

17) Descreva que roupa e calçado está a usar agora:

Calças pretas de fato (daquelas todas engomadinhas e tal), um top preto de alças e uns chinelos pretos de enfiar o dedo.

 

18) Qual foi a última coisa que comeu hoje?

Uma maçã vermelha.

 

19) O que você está escutando agora?

Uma das minhas bandas preferidas: Bella Morte.

 

20) A última pessoa com quem falou ao telefone?

A minha irmã do meio.

 

21) Bebida favorita?

Água e coca-cola.

 

22) Comida?

Bacalhau à Brás.

 

23) Último filme que viu no cinema e com quem?

"Fast and Furious" com o T.A.

 

24) Dia favorito do ano?

Todos e nenhum.

 

25) Inverno ou Verão?

Inverno.

 

26) Beijos ou abraços?

Depende da ocasião.

 

27) Sobremesa favorita?

Isso agora! Qualquer coisa excepto aletria.

 

28) Que livro está a ler?

Acabei "Academia de Princesas" e vou começar com "Uma Série de Desgraças".

 

29) O que tem na parede do seu quarto?

Às vezes anda por lá pendurada uma camisola oficial do Benfica.

 

30) Filmes favoritos?

Kill Bill, Caos, Requiem For A Dream, O Piano, Equilibrium, O Carteiro Toca Sempre Duas Vezes, 21 Gramas, Coisa Ruim, Brokeback Mountain, Seven, Efeito Borboleta, Um Milagre De Natal, Fight Club, Taxi Driver, Mystic River, Pecado Capital, O Despertar Da Mente, Crash, Beetljuice, The Nightmare Before Christmas, O Último Samurai, Sin City, Cidade De Deus, Cidade Dos Anjos, Família Adams, Dogma, Um Longo Domingo De Noivado , Pulp Fiction, O Fabuloso Destino De Amélie, Constantine, A Raíz Do Mal, O Casamento Do Meu Melhor Amigo, I Am Sam e muitos, muitos, muitos mais.  

As sagas: Batman, Velocidade Furiosa, Taxi, Hostel, Saw, Piratas Das Caraíbas e, claro, Harry Potter.

E aqueles com o Johnny Depp: Finding Neverland, Eduardo Mãos De Tesoura, A Nona Porta, Chocolate, Sweeny Todd, etc etc etc.

Mas o meu preferido talvez seja "Charlie E A Fábrica De Chocolate".

 

31) Onde foi o lugar mais longe que você foi?

Madrid.

 

32) Uma música?

"Like A Stone", Audioslave. (tem mesmo de ser só uma?)

 

33) Uma frase?

"É claro que não me esqueci da menina!"

 

Passo o desafio a:

 

pingodemel

stupidisthenewsmart

taci

carolina

joana

herewithme

susy

closet

cloudy

so many stories

so much more

pankas

jo

angkorvat

lipa pinhal

complicadinha

inês

patypinheiro



publicado por mafalda às 09:12 | link do post | comentar | ver comentários (32)

Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

É estranha a maneira como provocas em mim um vazio que só o teu retorno preenche.

É inquietante sentir saudades quando ainda te tenho por perto e ao alcance.

Queria ter o poder de congelar momentos e sempre que caminhasses para a porta o relógio parava por minha vontade e ficavas como que suspenso e eu corria até ti e abraçava-te até me doerem os braços.

 

É estranha a maneira como tenho vontade de sorrir e de chorar no mesmo momento.

É inquietante a tranquilidade com que acordo mesmo depois de ter flutuado por pesadelos.

Queria ter o poder de transformar os dias em anoitecer; nem noite, nem dia, apenas o anoitecer, e assim nunca terias de olhar para o relógio e nunca seria hora de ires embora e não haveriam despedidas e eu ficava abraçada a ti até me doerem os braços.

 

Ele: Viste o filme "Cocoon"?

Ela: "Os corais perdidos"? Claro!

Ele: Os dois?

Ela: Sim. Até devo ter, algures por casa, as cassetes de vhs.

Ele: Sabes qual é a minha parte preferida?

Ela: Qual?

Ele: Aquela em que a e.t. mostra o futuro aquele tipo que gostava dela.

Ela, com entusiasmo: Ah!  Eu tenho...

Ele: Caladinha! Já sei o que vais dizer mas deixa-me acabar, depois falas tu.

(silêncio)

Ele: Como eu estava a dizer, nessa cena ele é transportado para o futuro e caminha por uma rua até ver ele próprio à porta de uma casa com uns miúdos.

Ela: Entretanto aparece a mulher mas ela está com um chápeu e não dá para ver a cara. A única coisa que se vê é...

Os dois: Um sinal.

Ela: No pescoço.

Ele: Depois, numa das últimas cenas, quando os e.t.'s partem para o planeta de origem, esse tipo encontra-se por acaso com a médica que ajudou o e.t. que tinha sido capturado.

Ela: E sem querer olha para o pescoço dela e vê o tal sinal. Eu tenho...

Ele: Eu sei que tens! Deixa-me acabar! Essa é  minha parte preferida e até queria assim uma coisa para mim... Um momento desses.

Ela, sorrindo: Como é que é?!

Ele: Não gozes! Eu tinha uns 10 anos, ou nem isso, quando vi o filme e achei giro ela ter o sinal no pescoço e ele saber que ela era a mulher da vida dele através desse sinal.

Ela: Eu tenho... (silêncio) Já posso dizer o que tenho? Eu tenho um sinal parecido.

Ele: Para que conste, só reparei nisso passado algum tempo.

Ela: Ah, bom! Já ia dizer uma coisa do tipo: "grande imbecil, gostas é do meu sinal".

Ele: É uma daquelas coincidências espectaculares! Se houvessem dúvidas, desapareceriam assim de repente.

(silêncio)

Ele: Mas nunca houve... Dúvida!

 

Evensong - Bella Morte

Forever, let the nights burn long for our loss
As all words shall die in good time
Fleeting shades of pain catch my eye

And the mist of days long gone by
Captures tears and smiles as we die
And I hear your laughter from far away
In the fondest place in my mind

Together, let the nights burn long with our doubt
When we spoke of days still to come
They were bright as mid-summers sun

And my life is grey without you
And the nights won't shine without you
And my heart grows cold without you
Yet the seasons change without you


música evensong - bella morte

publicado por mafalda às 14:09 | link do post | comentar | ver comentários (36)

Terça-feira, 16 de Junho de 2009

Está escuro lá fora, está escuro cá dentro, há escuro em mim, há escuro em nós. Estou no centro da escuridão onde não te vejo, onde não me vês, onde não me queres ver. É no meio da fortuna que me sinto menos abençoada. O que valo eu sem ti? Não há luz ao acordar, não há luz ao abrir os olhos, deixa de existir claridade no dia, o sol é tapado pela minha tristeza. É no meio da sorte que me sinto mais abandonada. O que poderei eu valer sem ti? Não há ar para respirar, não há água para beber, não há calor para sentir, apenas existem os ecos da minha voa ao chamar pelo teu nome. É no meio da multidão que te encontro e me sinto a renascer. O que tenho eu se não te tenho?

 

I Have Nothing - Whitney Houston

Share my life
Take me for what I am
Cause I'll never change
All my colors for you
Take my love
I'll never ask for too much
Just all that you are
And everything that you do

I don't really need to look
Very much further
I don't wanna have to go
Where you don't follow
I won't hold it back again
This passion inside
Can't run from myself
There's nowhere to hide

Don't make me close one more door
I don't wanna hurt anymore
Stay in my arms if you dare
Or must I imagine you there?
Don't walk away from me
I have nothing
Nothing
Nothing, if I don't have you

You see through
Right to the heart of me
You break down my walls
With the strength of your love
I never knew
Love like I known it's with you
Will our memories survive?
One I can hold on to

I don't really need to look
Very much further
I don't wanna have to go
Where you don't follow
I won't holf it back again
This passion inside
Can't run from myself
There's nowhere to hide
You're the love I remember forever

 

Don't make me close one more door
I don't wanna hurt anymore
Stay in my arms if you dare
Or must I imagine you there?
Don't walk away from me
I have nothing
Nothing
Nothing

 

Don't make me close one more door
I don't wanna hurt anymore
Stay in my arms if you dare
Or must I imagine you there?
Don't walk away from me
Don't walk away from me
Don't you dare to walk away from me
I have nothing
Nothing
Nothing, if I don't have you
You, if I don't have you


música i have nothing - whitney houston

publicado por mafalda às 13:38 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Terça-feira, 9 de Junho de 2009

O medo é o pior obstáculo que pode existir. Mesmo para quelas pessoas, como eu, que dizem nunca sentir medo mas sim apenas um certo receio, o medo está sempre presente.

Talvez ao dizer que não sinto medo, tenha medo de admitir que, afinal, sinto-o!

Hoje sei que o medo é um sentimento que anda de mãos dadas com todos os outros sentimentos.

Não amor sem medo.

Não há alegria sem medo.

Não há dor sem medo.

Não há tristeza sem medo.

Medo é uma palavra que de si já causa... Medo.

Mas qual será o pior medo?

Se eu fizesse uma lista (tipo "ranking") dos medos, em primeiro lugar colocaria o medo de não conseguir ultrapassar.

Quando não se ultrapassa, nem se tenta ultrapassar, um obstáculo, um amor acabado, uma perda, etc., a nossa vida fica como que estagnada e nada, mas mesmo nada, consegue  suportar a estagnação.

O medo de não conseguir ultrapassar e o medo de arriscar são irmãos e, arrisco-me a dar o palpite, gémeos. Onde anda um, anda o outro.

É preciso arriscar para ultrapassar. É preciso saber procurar e, acima de tudo, é necessário ver (só "olhar" não serve).

 

Todo este palavreado para quê? Principalmente, para eu não me esquecer que ultrapassei ao arriscar.

 

E por trás da porta número dois está...?

Está todo um mundo.

 

Antes da musiquinha habitual, quero apenas desejar-vos bons feriados e boa festa (para quem festeja o St.º António). Já eu, nestes dois dias, vou "afundar-me" na blogosfera numa tentativa de visitar-vos a todos e ler com atenção os posts que ainda não tive oportunidade de ler.

Por falar em ler, e já que aqui estou, que livro(s) recomendam? Estou farta de virar as estantes ao contrário e não encontro nada que me chame a atenção.

 

Metalingus - Alter Bridge

I've been defeated and brought down
Dropped to my knees when hope ran out
The time has come to change my ways

On this day
I see clearly
Everything has come to life
A bitter place and a broken dream
And we'll leave it all
Leave it all behind

I'll never long for what might have been
Regret won't waste my life again
I won't look back I'll fight to remain

On this day
I see clearly
Everything has come to life
A bitter place and a broken dream
And we'll leave it all behind

On this day
It's so real to me
Everything has come to life
Another chance to chase a dream
Another chance to feel
Chance to feel alive

Fear will kill me
All I could be
Lift these sorrows
Let me breathe
Could you set me free?
Could you set me free?

On this day
I see clearly
Everything has come to life
A bitter place and a broken dream
And we'll leave it all behind

On this day
It's so real to me
Everything has come to life
Another chance to chase a dream
Another chance to feel
Chance to feel alive

 


música metalingus - alter bridge

publicado por mafalda às 14:20 | link do post | comentar | ver comentários (24)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds