Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

A minha sobrinha passou este fim-de-semana em minha casa; era suposto ficar de sábado para domingo mas decide (sim, é ela quem decide) sempre, à última da hora, que quer passar mais uma noite (e o respectivo dia seguinte), portanto, acabou por chegar no sábado e ir embora hoje de manhã. Não sei se "passar" e "chegar" são os verbos correctos pois dão a sensação de que a distância entre nós é considerável, o que é uma ideia falsa pois estamos separadas por apenas 3 km.

 

Adiante...

 

Como estava a dizer, ela passou cá o fim-de-semana.

 

Sábado era um dia/noite especial... Depois do filme "Os Jacksons", na sic, e do concerto em Bucareste, na rtp1, ela adormeceu, na minha cama.

 

Domingo foi um bocado mais difícil... Dormiu pouco durante a noite e não fez a sua sesta, como é costume, durante a tarde; então, às 20h já era notável algum sono nos seus olhos.  Acabou por adormecer no sofá, enquando via os Simpsons e eu, armada em espertalhona, deixei que pegasse bem no sono antes de levá-la para a cama.

Acontece que acordou às 22h30 com um estridente "não quero estar aqui!".

Levei-a para o sofá onde esteve não mais do que 15 minutos a ver o TGV (ou qual quer que seja o nome daquele programa que faz lembrar os Jogos Sem Fronteiras) antes de se lembrar de ver videos na net.

Depois dos videos, quis ir para a cama ver tv.

Acabou por adormecer às 2h da manhã e... acordou às 6h30!

Voltou a adormecer por volta das 7h e voltou a acordar às 9h30 com (mais um) estridente "quero leite!".

Tudo isto, na minha cama.

 

É! Não tenho tido noites fáceis, não! :)

 



publicado por mafalda às 13:38 | link do post | comentar | ver comentários (61)

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009

*Tiro do bolso a minha moeda da sorte de uma rupia.

- Caras, a resposta é A, coroa, a resposta é C. Ok?

O público contém a respiração, perplexo ante o meu desassombro. O Prem Kumar acena com a cabeça. Os olhos voltam a brilhar-lhe.

Atiro a moeda ao ar.

Todos os olhares seguem o seu voo, quase em câmara lenta. Deve ser a única moeda de uma rupia da história de que está dependente um bilião. Cai sobre o tampo da minha mesa e fica a rodopiar antes de se imobilizar. O Prem Kumar inclina-se e anuncia:

- Caras!

- Nesse caso, a minha resposta é A.

 

 

Este excerto do livro "Quem Quer Ser Bilionário?" mostra na perfeição a confiança que Ram Mohammad Thomas depositava na sua moeda da sorte.

Ao longo de toda a história, Ram guiava-se pela sua moeda mas sempre escolhia "caras".

 

"Se sair caras, faço"

"Se sair caras, vou"

"Se sair caras, confio"

 

E assim traçou o seu destino.

Isto fez-me pensar que todos os dias, em todas as horas, todos nós lançamos moedas ao ar: as escolhas que fazemos, os caminhos que seguimos, as opções que realizamos... Mesmo quando fazemos "pim-pam-pum" estamos a contribuir para o nosso destino.

Mas será mesmo assim?

Não haverá um qualquer instinto dentro de nós que nos guia?

Como vou provar em baixo, a sorte... somos nós que a fazemos :)

 

*- Nessa mesma noite, quando te levei para minha casa, antes de me contares a tua história, atiraste uma moeda ao ar. Porquê?

- Não tinha a certeza de poder confiar em ti. Atirar a moeda ao ar era a minha maneira de decidir. Se saísse cara, contava-te tudo. Se saísse coroa, dizia-te adeus. Mas saiu cara.

- Portanto, se tivesse saído coroa em vez de cara, não me tinhas contado a tua história?

- Não podia sair coroa.

- Acreditas assim tanto na sorte?

- O que tem a sorte a ver com isto? Olha, repara bem nesta moeda.

Tiro a moeda de uma rupia do bolso do casaco e estendo-lha.

A Smita examina-a, vira-a e revira-a.

- Mas... é cara dos dois lados!

- Exactamente. É a minha moeda da sorte mas, como te disse, a sorte não tem nada a ver com isto.

 

*"Quem Quer Ser Bilionário?", Vikas Swarup

 



publicado por mafalda às 13:53 | link do post | comentar | ver comentários (42)

Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

Lembram-se disto?

Pois é! Por momentos esqueci a minha estranha fobia (?!) de ler o livro depois de ter visto o filme e, num acto de loucura (lol), comecei a leitura.

A verdade é que ainda não acabei mas estou a adorar.

As histórias não são completamente iguais mas a essência está lá... Disto falamos depois.

O que venho hoje partilhar é a cena que, dentro do "drama", fez-me rir.

Acontece nas páginas 223-225 e relata a primeira vez que Ram Mohammad Thomas (Jamal Malik, no filme) vê o Taj Mahal e decide tornar-se guia ilegal para ganhar dinheiro.

 

A versão do guia oficial na primeira visita de Ram:

 

"Num dia do ano de 1607, o príncipe Khurram da casa real Mogol passeava-se no Meena Bazaar, de Deli, quando avistou uma rapariga que vendia sedas e contas de vidro numa pequena tenda. Ficou tão extasiado com a beleza dela que se apaixonou naquele instante. No entanto, teve de esperar cinco anos até poder finalmente desposá-la. A jovem chamava-se Arjuman Banu, mas ele deu-lhe o novo nome de Mumtaz Mahal. Ela tinha na altura dezanove anos e ele vinte. Mumtaz e Khurram casaram-se no ano de 1612 e nos dezoito anos que se seguiram tiveram catorze filhos. Inseparável do esposo, Mumtaz acompanhava-o em todas as suas viagens e expedições militares. Ela era a sua companheira e sua conselheira e incentivava-o a actos de caridade e benevolência para com os fracos e necessitados. Morreu de parto depois de Khurram ter ascendido ao trono mogol sob o nome de Imperador Shan Jahan. Foi no seu leito de morte que Mumtaz Mahal fez com que o imperador  lhe prometesse quatro coisas: primeira, que mandasse erigir um monumento digno da sua beleza; segunda, que não voltasse a casar; terceira, que fosse bom para os seus filhos; e quarta, que visitasse o túmulo no dia do aniversário da sua morte. A morte de Mumtaz deixou o imperador tão destroçado pela dor que se diz que o seu cabelo embranqueceu da noite para o dia."

 

Agora a versão imediata de Ram como guia (ilegal) de uma família japonesa:

 

"O Taj Mahal foi construído em 1531 pelo Imperador Khurram para a sua esposa Noor Jahan, também conhecida pelo nome de Mumtaz Begum. Conheceu-a quando ela vendia pulseiras num jardim e apaixonou-se por ela, mas só a desposou passados dezanove anos. Mais tarde, ela combateu ao lado dele em todas as batalhas que travou e deu-lhe dezoito filhos em catorze anos (...) Devem ter nascido alguns gémeos. Porém, ao dar à luz o décimo nono filho, Mumtaz morreu em Sultanpur, a dezasseis de Junho. Mas antes de morrer, fez quatro pedidos ao rei. Um, para construir o Taj Mahal, dois para não maltratar os filhos de ambos, três para pintar os cabelos de branco e quatro... Não me lembro, mas também não é importante."

 

E com tudo isto, até eu fiquei com vontade de visitar o Taj Mahal...

 

http://khedo.files.wordpress.com/2007/12/taj-mahal.jpg

(imagem retirada da internet)

 



publicado por mafalda às 10:05 | link do post | comentar | ver comentários (34)

Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Depois do meu pequeno (que está quase maior do que eu) ter feito 9 anos (aqui), eis que chega a vez da sua irmã, a pequenina da família, a do "porco montado" e do Barack Obama jogar no Benfica (aqui), fazer aninhos.

5 anos!!!

Parece que foi ontem!

Ainda há pouco tempo era um bebé de colo e hoje já é uma miúda com opiniões formadas.


PARABÉNS, LITTLE PRINCESS

 

Agora o mais difícil será escolher uma música, entre os seus grupos e interpretes favoritos (onde constam nomes como Nelly Furtado, Linkin Park, Michael Jackson, Pink, Avril Lavigne, etc etc etc) existem um reportório infindável.

Mas aquela música, a música pela qual ela é completamente perdida, encaixa aqui na perfeição:

 

Cinderela - Carlos Paião

Eles são duas crianças a viver esperanças, a saber sorrir.
Ela tem cabelos louros, ele tem tesouros para repartir.
Numa outra brincadeira passam mesmo à beira sempre sem falar.
Uns olhares envergonhados e são namorados sem ninguém pensar.


Foram juntos outro dia, como por magia, no autocarro, em pé.
Ele lá lhe disse, a medo: "O meu nome é Pedro e o teu qual é?"
Ela corou um pouquinho e respondeu baixinho: "Sou a Cinderela".
Quando a noite o envolveu ele adormeceu e sonhou com ela...

 

Então,
Bate, bate coração
Louco, louco de ilusão
A idade assim não tem valor.
Crescer,
vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

Cinderela das histórias a avivar memórias, a deixar mistério
Já o fez andar na lua, no meio da rua e a chover a sério.

Ela, quando lá o viu, encharcado e frio, quase o abraçou.
Com a cara assim molhada ninguém deu por nada, ele até chorou...

 

Então,
Bate, bate coração
Louco, louco de ilusão
A idade assim não tem valor.
Crescer,
vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

 

E agora, nos recreios, dão os seus passeios, fazem muitos planos.
E dividem a merenda, tal como uma prenda que se dá nos anos.

E, num desses bons momentos, houve sentimentos a falar por si.
Ele pegou na mão dela: "Sabes Cinderela, eu gosto de ti..."

 

Então,
Bate, bate coração
Louco, louco de ilusão
A idade assim não tem valor.
Crescer,
vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.


música cinderela - carlos paião

publicado por mafalda às 10:20 | link do post | comentar | ver comentários (8)

Quinta-feira, 20 de Agosto de 2009

http://farm1.static.flickr.com/44/148861810_f15d875332.jpg

TOURADAS!!!!

 

E porque a vida não é só feita de tristezas:

Obrigada Joaninha por este miminho tão lindo!

 

 
 

Passo a todas as pessoas que constam do meu perfil :)



publicado por mafalda às 13:16 | link do post | comentar | ver comentários (22)

Quarta-feira, 19 de Agosto de 2009

http://www.studentsoftheworld.info/sites/music/img/23040_britney-spears-1024x768-19034.jpg

(imagem retirada da internet)

 

Baby One More Time - Britney Spears

Oh baby baby
Oh baby baby (wow)
Oh baby baby
How was I supposed to know?
That something wasn't right here
Oh baby baby
I shouldn't have let you go
And now you're out of sight, yeah

Show me how you want it to be
Tell me baby cause I need to know now
Ooh because

My loneliness is killing me (and I)
I must confess I still believe (still believe)
When I'm not with you I lose my mind
Give me a sign
Hit me baby one more time

Oh baby baby
The reason I breathe is you
Boy you got me blinded
Oh pretty baby
There's nothing that I wouldn't do
That's not the way I planned it

Show me how you want it to be
'Tell me baby 'cause I need to know now
Oh because

My loneliness is killing me (and I)
I must confess I still believe (still believe)
When I'm not with you I lose my mind
Give me a sign
Hit me baby one more time

Oh baby baby (wooah)
Oh baby baby (yeah yeah wow)
Oh baby baby
How was I suposed to know?
Oh pretty baby I shouldn't have let you go
I must confess
That my loneliness is killing me now
Don't you know I still believe?
That you will be here
And give me a sign
Hit me baby one more time

My loneliness is killing me (and I)
I must confess I still believe (still believe)
When I'm not with you I lose my mind
Give me a sign
Hit me baby one more time

I must confess
That my loneliness is killing me now
Don't you know I still believe?
That you will be here
And give me a sign
Hit me baby one more time


música baby one more time - britney spears

publicado por mafalda às 10:21 | link do post | comentar | ver comentários (6)

Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

Não resisti...

Sim, eu sei,

Sei que sou fraca!

Sei que me deixei levar!

Sei que tão cedo não poderei ler o livro (só daqui por uns tempos quando o filme estiver esquecido... Se isso for possível)!

Mas...

NÃO RESISTI!!!

 

Quem é que viu o "Quem Quer Ser Bilionário?"? Quem foi? Quem foi?

Quem é que adorou?

Quem é que nem deu pelo passar do tempo?

Quem é que quis ver mais, mais e mais?

Quem é que está com vontade de ver outra vez?


EU!!!

 

http://canelaehortela.files.wordpress.com/2009/02/slumdog.jpg

 

WHAT DOES IT TAKE TO FIND A LAST LOVE?


A. MONEY

B. LUCK

C. SMARTS

D. DESTINY

 

Só no fim se sabe a resposta :)



publicado por mafalda às 20:36 | link do post | comentar | ver comentários (67)

Sexta-feira, 14 de Agosto de 2009

30 Rock

Diz-vos alguma coisa?

 

http://verseries.files.wordpress.com/2008/09/30-rock.jpg

 

Sou entusiasta das séries que passam na rtp2, a partir das 22h45 de segunda a sexta, e estas últimas semanas tive uma grande surpresa; em vez dos típicos programas informativos (os quais também aprecio), transmitidos depois das 23h30, uma nova série estreou.

30 Rock!

A série, que retrata os bastidores de um programa de comédia, conta com as interpretações de Tina Fey (que é também a criadora e produtora executiva) e de Alec Baldwin, entre muitos outros, para além de ter convidados especiais.

A maior parte do tempo, passo-o a rir!

É tão bom acabar o dia assim!


tags:

publicado por mafalda às 14:08 | link do post | comentar | ver comentários (22)

Quinta-feira, 13 de Agosto de 2009

http://imagem.vilamulher.terra.com.br/interacao/thumb/1034582/amor-maduro-1034582-250-thumb-570.gif

(imagem retirada da internet)

 

O que será o amor?

Amor foi o que senti quando te vi e agora sei que não tenho amor por ti, tenho uma qualquer coisa que me faz sentir importante e única no mundo. Mesmo que para ti eu seja apenas mais uma pessoa, o simples facto de me conheceres, de deixares que eu faça parte da tua história, torna-me especial. Eu sou melhor, eu existo, porque tu és o melhor, porque tu existes, porque tu permites que eu olhe para ti olhando, assim, para mim.

Eu não te amo!

Eu qualquercoisa-te!

Amor foi o que senti quando te conheci e isso é pouco comparando ao que agora trago no coração.

 

Halo - Beyoncé

Remember those walls I built
Well baby they're tumbling down
And they didn't even put up a fight
They didn't even make a sound
I found a way to let you in
But I never really had a doubt
Standing in the light of your halo
I got my angel now

It's like I've been awakened
Every rule I had you breaking
It's the risk that I'm taking
I ain't never gonna shut you out

Everywhere I'm looking now
I'm surrounded by your embrace
Baby I can see your halo
You know you're my saving grace
You're everything I need and more
It's written all over your face
Baby I can feel your halo
Prey it won't fade away

I can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo

Hit me like a ray of sun
Burning through my darkest night
You're the only one that I want
Think I'm addicted to your light
I swore I'd never fall again
But this don't even feel like falling
Gravity can't forget
To pull me back to the ground again

Feels like I've been awakened
Every rule I had you breaking
It's the risk that I'm taking
I'm never gonna shut you out

Everywhere I'm looking now
I'm surrounded by your embrace
Baby I can see your halo
You know you're my saving grace
You're everything I need and more
It's written all over your face
Baby I can feel your halo
Prey it won't fade away

I can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Halo, halo

Everywhere I'm looking now
I'm surrounded by your embrace
Baby I can see your halo
You know you're my saving grace
You're everything I need and more
It's written all over your face
Baby I can feel your halo
Prey it won't fade away

I can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo
Can feel your halo, halo, halo
Can see your halo, halo, halo


música halo - beyoncé

publicado por mafalda às 13:53 | link do post | comentar | ver comentários (18)

Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

... vêm uns sapatos que até nem são nada a vossa cor (neste caso, amarelo) mas que até gostam bastante deles e nem hesitam em comprar mesmo sabendo que não há qualquer peça de roupa no armário a condizer e depois vão a correr comprar um vestido amarelo (e preto) mas percebem que os sapatos são apertados e que a única solução é levá-los ao sapateiro para ele alargá-los e o sapateiro diz "amanhã estão prontos" mas "amanhã" afinal não estão prontos e ficam sem os sapatos durante o fim de semana e sem saber o que fazer ao vestido amarelo mas chega a segunda-feira e vão buscar os sapatos e, mesmo largos,  decobrem que ainda são um bocado apertados e têm de andar com eles em casa para que se moldem aos pés e acabam por chegar ao fim do dia com os pés pisados?

Sabem? Sabem?

Pois foi o que me aconteceu!

Tenho um vestido amarelo (e preto), os pés pisados, umas dores terríveis provocadas pelos saltos altos mas os sapatos, esses já ninguém mos tira.

São mais ou menos assim:

 

http://www.ultimate-shoes.com/hh926yel.jpg

(imagem retirada da internet)



publicado por mafalda às 22:05 | link do post | comentar | ver comentários (30)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
blogs SAPO
subscrever feeds