Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

Hoje vou publicar o meu texto número sete.

Foi a escolha de coisasdecoracao e também de um dos de mim.

É um texto mais virado para a dor, para (tal como indica o nome) o sofrimento...

Mas tenho uma musiquinha reservada para todos vós... Para descomprimir!

 

 

07. Sofrimento Profundo

Acredito que um dia irei ter utilidade para o mundo; talvez quando acabar com esta dor, sofrimento profundo. Estou no último degrau da vida a um passo de pisar a mais indesejada linha. Pé ante pé caminho para o fim e assim percebo que acabou tudo para mim. A um passo de morrer já nada me fascina; perdi a graça de viver e acabo na ruína. Atravessar ou não a linha... Estou entre a morte e a vida! Estou num poço cada vez mais escuro, repleto de dor, angústia, sofrimento profundo. Posso dar um passo em frente e, assim, acabar comigo para sempre. Entre a morte e a vida... Quero compreender melhor se devo ou não atravessar esta linha! Valerá a pena viver? Ou o mundo é um lugar onde estamos só para perder? Se opto por acabar... Acabo sem pudor. Se opto por continuar... Continuo, vivo e sinto o amor. Pensamentos que se cruzam na minha consciência; pensamentos que se perdem na escuridão. Apesar de tudo, acredito que um dia irei ter utilidade para o mundo, talvez quando acabar com esta dor... Sofrimento profundo! Estou num poço cada vez mais escuro, repleto de dor, angústia... Sofrimento profundo desejo acabar e com a minha vida poder continuar. Sofrimento profundo desejo cancelar para não mais a morte na minha cabeça parar.  A minha utilidade para o mundo será, com certeza, acabar com esta dor... Com todo este sofrimento profundo!

 

 

Agora a música:

 

Ontem à noite estava à espera que o sono chegasse, então nada melhor do que ouvir "um som".

Olhei para os cd's que pertencem à categoria "recente" e senti-me aborrecida...

Então fui à prateleira dos "antigos e adquiridos apenas por causa de uma única faixa" e espalhei alguns no chão, depois apaguei a luz, tirei um à sorte e coloquei-o no rádio. Ainda sem saber qual teria sido o escolhido, comecei por ouvir a primeira faixa, a segunda, a terceira,..., até que cheguei àquela que me levou a comprá-lo.

Não ouvia esta música há uns quatro anos...

"Blurry", Puddle of Mudd, do álbum "Come Clean".

Espero que gostem.

 

 

Blurry - Puddle of Mudd

 

Everything's so blurry

And everyone's so fake

And everybody's empty

And everything is so messed up

Pre-occupied without you

I connot live at all

My whole world surrounds you

I stumble then I crawl

 

You could be my someone

You could be my scene

You know that I'll protect you

From all of the obscene

I wonder what you're doing

Imagine where you are

There's oceans in between us

But that's not very far

 

Can you take it all away?

Can you take it all away?

When ya shoved it in my face?

This pain you gave to me

Can you take it all away?

Can you take it all away?

When ya shoved in my face?

 

Everyone is changing

There's no one left that's real

So make up your own ending

And let me know just how you feel

'Cause I am lost without you

I cannot live at all

My whole world surrounds you

I stumble than I crawl

 

You could be my someone

You could be my scene

You know that I will save you

From all of the unclean

I wonder what you're doing

I wonder where you are

There's oceans in between us

But that's not very far

 

Can you take it all away?

Can you take it all away?
When ya shoved in my face?

This pain you gave to me

Can you take it all away?

Can you take it all away?

When ya shoved in my face?

This pain you gave to me

 

Nobody told me what you thought

Nobody told me what to say

Everyone showed you where to turn

Told you where to run away

Nobody told you where to hide

Nobody told you what to say

Everyone showed you where to turn

Showed you where to run away

 

Can you take it all away?

Can you take it all away?
When ya shoved in my face?

This pain you gave to me

 

No...

This pain you gave to me

 

Can you take it all away?

Take it all away

Take it all away

This pain you gave to me

 


música blurry - puddle of mudd

publicado por mafalda às 13:13 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
blogs SAPO
subscrever feeds