Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Dizer ou não dizer.... Eis a questão!!!

 

Agora que o pó assentou não quero assustar-te!

As palavras são dirigidas a ti mas não quero pressionar! Não quero que te sintas assustado como tantas vezes te sentiste no passado.

Eu não sei o que fizeste, nem tu sabes, para que as coisas sejam assim, mas sei que te conheci e conheceste-me... A partir daí nada importa!

Imaginas como seremos daqui a 10 anos? Talvez já cá nem estejamos... Por isso, por vezes, tenho vontade de te indicar este caminho! Tenho vontade de te dizer que és mais do que aquilo que julgas ser.

Mas não sei... Há sempre aquela dúvida...

Nunca tive reservas, nunca existiram obstáculos, que me impedissem de te dizer... E disse! Tudo o que quis. Algumas coisa foram precipitadas ou, então, não saíram da maneira que eu queria.

Mas isto não será demais?

Não será dar-te uma responsabilidade que não quero que tenhas?

Não quero sugar a tua alma, não quero que sintas aquele aperto no peito que por tantas vezes descrevi!

Apenas quero que saibas...

É motivo suficiente?

Talvez te fartes de mim... Talvez te fartes destes sentimentos sufocantes que não sei como fazer desaparecer.

Talvez compreendas (é muito provável que compreendas)... Talvez te sintas bem por saber que és (muito) especial.

Mas eu não quero assustar-te! Nem quero pedir-te seja o que for!

Apenas quero que saibas!!!

Mas será suficiente?

Não estou a ser egoísta?

Quero libertar-me! Quero dizer-te tudo por uma vez!

E tu?

O que irás pensar?

Irás pensar que eu não jogo com o baralho todo? Irás pensar que está na altura de esquecer e avançar, que tenho de ultrapassar?

Irás pensar que tudo isto não há-de ser nada?

Eu também pensei isso... E vê só no que deu!!!

Não vais ficar bem... Talvez fiques, a longo prazo, mas eu sei que por algum tempo vais pensar nisto... Vais martirizar-te... Sem razão!

Sem razão, percebes?

A culpa? É minha! Eu é que sempre fui assim...

Dás-me a mão e eu quero o braço!

Acreditas no destino?

Conhecer-te teve um motivo... Um motivo que não conheço e que nem quero conhecer!

É o mistério das nossas vidas!

 

"Ela: Vamos lá para baixo? Aqui não se ouve nada!

 Ele: Lá em baixo a música está alta, também não se ouve nada!

 Ela: Sempre se ouve melhor!

 Eles desceram as escadas.

 Ela: Eu amo-te!

 Ele apenas sorriu.

 Ela: Mas não da maneira que estás a pensar!

 Ele: Não estou a pensar em nada!

 (...)

 Ele: Oh, estou lisonjeado!"

 



publicado por mafalda às 11:00 | link do post | comentar

14 comentários:
De sandra a 28 de Julho de 2008 às 11:41
De que forma é entao??


beijinhos


De mafalda a 28 de Julho de 2008 às 13:14
de uma forma mais séria...
ele percebeu :)
beijinhos.


De Bichana a 28 de Julho de 2008 às 12:01
Em frente é que é o caminho... calmamente, passo a passo, sem sobressaltos ou fantasmas...
Boa sorte Mafaldinha, estou aqui a torcer por ti.
Bjnhos


De mafalda a 28 de Julho de 2008 às 13:16
isso pode ser contraditório pois se eu for em frente, se lhe indicar o caminho para este meu cantinho, vão haver alguns sobressaltos...
talvez o melhor seja deixar bem o que está bem.
obrigada pelo apoio.
beijinhos.


De pingodemel a 28 de Julho de 2008 às 12:34
...como me disse uma vez o Luis...palavras guardadas nem pó ganham...
beijinho


De mafalda a 28 de Julho de 2008 às 13:17
e para não variar, o luís tem razão :)
não sei, miguinha, vou ter que pensar bem nisso.
beijinhos.


De belly_button a 28 de Julho de 2008 às 14:16
Olá Mafaldinha!!
Sabes o que é que o cancro me ensinou?
que a vida é demasiado curta e demasiado frágil para andarmos a perder tempo com coisas superficiais!
Não te preocupes com o que irão pensar!!
Tentar fazer tudo o que puderes para ser feliz ao máximo!!!
Ouve o teu coração! Ele vai dizer-te qual o caminho a seguir!!!

Beijocas


De mafalda a 28 de Julho de 2008 às 17:48
olá, amiga!
isto é um verdadeiro dilema....
eu também sou da opinião de que a vida é demasiado curta para guardamos as coisas só para nós mas, por outro lado, digo: "se não é hoje, será amanhã" e ando a adiar.
não estou preocupada com o que eles vão pensar; preocupo-me, isso sim, com o que ELE vai pensar...
quero muito mostrar-lhe tudo isto mas tenho medo que isso sirva para nos afastar ainda mais!
receio que tudo isto me faça parecer imatura, uma criancinha que escreve recados nas folhas do caderno escolar... talvez por assim ser, vou começar a escrever posts com mil desculpas e com explicações... do género deste! pode ser que resolva contar-lhe, de uma vez por todas, e ele possa, assim, perceber.
a minha intenção sempre foi a de lhe dar o endereço do blog e deixar que ele leia... mas talvez seja informação a mais... ou talvez possa contribuir para um reaproximamento.
amiga, estou aqui num embróglio que não lembra a ninguém...
não sabia que lidaste com o cancro :( espero que esteja tudo melhor, agora!
beijocas.
obrigada pela opinião.


De big smoke a 28 de Julho de 2008 às 22:52
ola...=)
obrigado pelo teu koment..ainda bem ke gostas te =)
eu axo ke ja tinha comentado..mas se nao..entao peco mta dsclpa...
gosto mto do teu blog tbm =D
escreves mto bem...
escreves com o coracao =)
fiko a espera de mais visitas tuas..ke eu vou fazer o msmo..=D
bjux***


De mafalda a 29 de Julho de 2008 às 09:24
olá.
não tens nada que agradecer.
os teus poemas são muito bonitos... mas isso tu já sabes porque é o que todas as pessoas dizem :)
claro que vou visitar-te mais vezes; gosto mesmo do que escreves e todos aqueles sentimentos transmitem-me calma.
obrigada pelo elogio.
beijinhos.


De Artemisa a 29 de Julho de 2008 às 01:58
Olá coisa linda!

Não gosto de te "ver" assim! Muitos "?" e "!" normalmente mostram grande agitação, ansiedade, raiva, pânico... Pelo menos para mim...

Força com isso, amiga! =D

Beijoquinha grande*

Diana


De mafalda a 29 de Julho de 2008 às 09:29
olá, miguinha!
não diria que sinto raiva ou pânico, mas sinto ansiedade e agitação!
há um "não sei!" muito grande no meio disto tudo... e pior do que não saber é a dúvida.
obrigada pelo teu apoio.
beijinhos.


De Pérola a 30 de Julho de 2008 às 16:16
Hum... n sei, sinceramente não sei... Tu dizes que se contares vão haver sobressaltos, por isso, o melhor talvez seja ires devagar... Sabes aquele ditado: devagar se vai ao longe? Pois é, acho que se pode aplicar aqui... :)

Beijinhos :)


De mafalda a 31 de Julho de 2008 às 08:04
tens razão...
é melhor deixar estar bem aquilo que está bem ;)
beijocas.


Comentar post

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

ao rapaz com olhos cor de...

saudades

revolta.............

o amor

isto da angelina jolie...

repete lá isso, faxa vor!...

vamos ao circo...

não há quem (n)os entenda

hoje é assim....

e já passou um ano...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
blogs SAPO
subscrever feeds