Terça-feira, 24.03.09

Desta vez deixai-me ser feliz,

Não aconteceu nada a ninguém,

Não estou em nenhum sítio

Acontece-se somente que sou feliz,

De coração pleno, quer andando, dormindo ou escrevendo.

Que hei-de eu fazer, sou feliz

Sou mais vasto do que a erva nas planícies,

Sinto a pele como uma árvore rugosa,

A água em baixo, os pássaros em cima,

O mar como um anel à roda da minha cintura,

A terra feita de pão e de pedra,

E o ar cantando como uma guitarra.

Ao meu lado na areia tu és areia, cantas e és canto,

O mundo é hoje a minha alma, canto e areia,

O mundo é hoje a tua boca,

Deixa-me ser feliz na tua boca e na areia,

Ser feliz porque se eu respiro é a ti que o devo,

Ser feliz porque acaricio os teus joelhos

E é como se acariciasse a pele azul do céu e a sua frescura.

Hoje deixai-me ser feliz sozinho,

Com todos e ninguém,

Ser feliz com a erva e com a areia,

Ser feliz com o ar e a terra,

Ser feliz, contigo, com a tua boca,

Ser feliz.

Pablo Neruda

 

The Last Remaining Light - Audioslave

Roll me on your frozen fields
Break my bones to watch them heal
Drown me in your thirsty veins
Where I'll watch and I'll wait
And pray for the rain

Curl like smoke and breathe again
Down your throat inside your ribs
Through your spine in every nerve
Where I watch and I wait and yield to the hurt

And if you don't believe
The sun will rise
Stand alone and greet
The coming night
In the last remaining light

Seven moons and seven suns
Heaven waits for those who run
Down your winter and
Underneath your waves
Where you watch and you wait
And pray for the day

 

And if you don't believe
The sun will rise
Stand alone and greet
The coming night
In the last remaining light
 


música the last remaining light - audioslave

publicado por mafalda às 14:02 | link do post | comentar | ver comentários (26)

Terça-feira, 10.03.09

1. Soledade é também o nome de uma cidade brasileira e eu tive conhecimento disso há poucos anos atrás quando andava a remexer nos meus "cromos da bola"... Rockemback, jogador do Sporting, é natural de Soledade.

 

2. Uma vez fiquei fechada num cemitério e a minha sorte foi o muro não ser alto (tive de saltá-lo).

 

3. Para ajudar um colega de turma a escapar de uma suspensão (ou até mesmo da expulsão) limpei o seu vomitado com lenços de papel.

 

4. Numa noite de St. António, eu e o meu grupinho resolvemos procurar um lugar sossegado onde pudéssemos sacar das garrafas de vodka, licor, etc. Então resolvemos ir para o recinto do centro de saúde... Estava tudo muito bem até um de nós reparar que estávamos à porta da Casa Mortuária.

 

5. Já presenciei um suicídio. Uma senhora resolveu atirar-se para debaixo do comboio.

 

6. Andei mais de cinco anos sem conseguir ver filmes com o actor Christian Bale porque fiquei a modos que traumatizada com o seu desemprenho em "American Psycho"; mais recentemente voltei a ver esse senhor só por ele ser o novo Batman (e o Batman é o meu herói de BD preferido).

 

7. Tinham passados apenas dois meses quando passei numa operação stop sem ter colocado o cinto de segurança! Os agentes não me mandaram parar e eu fui à minha vidinha.

 

8. Numa aula de Desenvolvimento Económico e Social levantei-me da minha carteira, fui ter com um colega de turma e disse-lhe alto e bom som: se voltas a falar para mim, parto-te a cara! Ele não reagiu, nem tão pouco respondeu, e só voltamos a falar nas férias.

 

9. Durante a maior parte dos dias das férias de natal, eu e mais duas amigas iamos ajudar a fazer bolos-rei para a padaria familiar de uma outra amiga. (nota: sempre odiei bolo-rei)

 

10. O meu local de estudo favorito era o café ao fundo da rua. Entre um cigarro, um café, uma partida de sueca, conseguia estudar tudo e mais alguma coisa.

 

11. Cruzei-me com uma senhora que me perguntou onde ficava uma certa e determinada sala e respondi-lhe mal! Mais tarde soube que essa senhora seria a minha professora de Filosofia.

 

12. Conheci a Mónica Sintra num restaurante em Viseu e, cá em Vale de Cambra, dei dois beijinhos ao Miguel Gameiro (vocalista dos Polo Norte).

 

13. Andei em camisa de dormir pelos quatro pisos de um hotel de cinco estrelas em Madrid. Queria uma coca-cola e sabia que havia uma máquina algures mas foi difícil encontrá-la.

 

14. Uma vez queimei uma nota de dois contos à minha irmã do meio e parti os óculos da minha irmã mais velha; ambos sem querer.

 

15. Em 1999 fui passar uns dias a casa da minha tia em Lisboa mas ao terceiro diz voltei para Vale de Cambra só para, no dia seguinte, ir ver o filme "Matrix" ao cinema com as minhas amigas.

 

16. A primeira vez que foi à esteticista fazer a depilação tinha uns 12 anos e chorei que nem uma madalena.

 

17. Comecei a ouvir Nirvana por causa de uma rapaz.

 

18. A minha Spice Girl favorita era a Mel C.

 

19. Perdi-me no parque de estacionamento do centro comercial Dolce Vita (mesmo ao lado do Estádio do Dragão) e também me perdi em pleno IKEA.

 

20. Fiz uma sessão espírita em minha casa, com uma amiga e dois amigos, mas não deu resultado. Por outro lado, fiz o célebre "jogo do copo" em recinto escolar e fui surpreendida.

 

Não é suposto isto ser um desafio mas poderá ser adapatado a quem quiser revelar um pouquinho mais de si mesmo.

 

Be Yourself - Audioslave

Someone falls to pieces
Sleeping all alone
Someone kills the pain
Spinning in the silence
To finally drifts away
Someone gets excited
In a chapel yard
Catches a bouquet
Another lays a dozen
White roses on a grave

(yeah)
And be yourself is all that you can do
(yeah)
To be yourself is all that you can do

Someone finds salvation
in everyone
And another only pain
Someone tries to hide himself
Down inside himself he prays
Someone swears his true love
Until the end of time
Another runs away
Separate or united?
Healthy or insane?

And be yourself is all that you can do
(All that you can do)
To be yourself is all that you can do
(All that you can do)
To be yourself is all that you can do
(All that you can do)
To be yourself is all that you can do

Even when you've paid enough,
Been pulled apart
Or been held up
With every single memory of
The good or bad
Faces of luck
Don't lose any sleep tonight
I'm sure everything will end up alright

You may win or lose

But to be yourself is all that you can do
(Yeah)
To be yourself is all that you can do
(Oh)
To be yourself is all that you can do
(All that you can do)
To be yourself is all that you can do
(All that you can do)
To be yourself is all that you can
Be yourself is all that you can
Be yourself is all that you can do


música be yourself - audioslave

publicado por mafalda às 11:20 | link do post | comentar | ver comentários (71)

Segunda-feira, 09.03.09

Este desafio foi-me passado pela Taci e, basicamente, tenho de responder ao seguinte questionário:

 

Nome: Soledade Mafalda

 

Idade: 24

 

Signo: Caranguejo

 

Aniversário: 13 de Julho

 

Namoras: vou namorando

 

Com quem ias para uma ilha deserta: com o "meu" T.A.P., pois claro!

 

O que levarias para uma ilha deserta: tanta coisa! Muitos cadernos e muitas canetas, o mp3 e o mp4 (dariam jeito enquanto as pilhas de um e a bateria do outro não acabasse), fotos, livros, etc etc etc 

 

O que mais gostas em ti: escrever aquilo que escrevo (seria falso e errado não admiti-lo), os dentes direitinhos sem nunca terem precisado de aparelho, o cabelo (tem dias), a personalidade.

 

O que mais detestas em ti: o cabelo (tem dias), as ancas, os braços, os pés, etc etc etc

 

Cor favorita: preto

 

Peça de roupa favorita: casacos e ténis (de preferência, Nike)

 

Desporto favorito: futebol, futsal, hóquei, basket... e os desportos radicais (onde figura o freestyle motocross)

 

Música favorita: "Like A Stone", Audioslave (pela letra, pela música, pela voz do Chris Cornell) e "Be Yourself", também dos Audioslave (pelas mesmas razões)

 

Ídolo: Kurt Cobain, Simão Sabrosa, Barack Obama, Paulo Coelho, Travis Patrana, Johnny Depp... Mas o ídolo dos ídolos é: o meu pai

 

Clube: Sport Lisboa e Benfica

 

Sonho: ser escritora reconhecida nacional e internacionalmente e poder ganhar a vida só e apenas a escrever aquilo que bem me apetecer!

 

Hobbies: escrever, ler, pintar, ouvir música, ver tv (séries), quebra-cabeças.

 

Fumas: não

 

Bebes: muito raramente

 

Tipo de beijo que mais gostas: pode ser qualquer tipo de beijo em qualquer parte (face ou boca), desde que seja sentido

 

És virgem: sou caranguejo, já respondi a isso

 

Qual a tua maior fantasia: entrar num reallity show! ahahah! Ganhar o nobel da literatura! Fazer uma road trip pela América.

 

Conheces todas as formas de sexo: penso que não!

 

Com quem gostarias de ter uma relação: não me ocorre ninguém que seja digno disso!

 

A que cinco bloguistas passas este desafio: Carolina, Lara, Lipa, Jo e a todos que o quiserem fazer..

 

Like A Stone - Audioslave

On a cobweb afternoon
In a room full of emptiness
By a freeway I confess
I was lost in the pages
Of a book full of death
Reading how we'll die alone
And if we're good we'll lay to rest
Anywhere we want to go

In your house I long to be
Room by room patiently
I'll wait for you there
Like a stone I'll wait for you there
Alone

On my deathbed I will pray
To the gods and the angels
Like a pagan to anyone
Who will take me to heaven
To a place I recall
I was there so long ago
The sky was bruised
The wine was bled
And there you led me on

In your house I long to be
Room by room patiently
I'll wait for you there
Like a stone I'll wait for you there
Alone

And on I read
Until the day was gone
And I sat in regret
Of all the things I've done
For all that I've blessed
And all that I've wronged
In dreams until my death
I will wonder on

In your house I long to be
Room by room patiently
I'll wait for you there
Like a stone I'll wait for you there
Alone alone


música like a stone - audioslave

publicado por mafalda às 11:50 | link do post | comentar | ver comentários (20)

Sexta-feira, 08.02.08

O wrestling é um desporto do outro mundo. Mas o que é que se passa dentro da cabeça de um tipo para se lembrar em andar à pancada com outro só por causa do espectáculo ? Confesso que já fui mais apreciadora do que sou hoje; ao principio era tudo muito lindo mas com o passar do tempo já se lhes conhecem as manhas. As manobras são espectaculares mas a execução deixa muito a desejar, vê-se perfeitamente que eles pôem-se a jeito, então quando a luta é entre mulheres nem se fala. É tudo muito denunciado. E as conversas de bastidores? Passam mais tempo na conversa do que na luta. A verdade é que vai dando para passar uma horita ou duas e até chega a ter piada o ridículo da situação. Vai dando para divertir e eles estão lá é para isso.

Para mim a vida deveria ser um filme indiano. Quando estámos muito concentrados no nosso quotidiano e acontece alguma coisa de relevante, deveria haver alguém que parasse o tempo e dissese "entra agora uma musiquinha" e dançávamos e cantávamos como se não houvesse amanhã. É o que acontece comigo. Claro que ninguém pára o momento para fazer entrar a melodia com que mais se identifica a situação nem eu me viro a cantar e a dançar, mas tento sempre pegar numa música e, digámos, "rotula-lá" e guardá-la na memória como a banda sonora daquele dia.

A música que mais me marcou foi, talvez, like a stone-audioslave. É a minha música preferida, não tenho dúvidas, mas também é a música que de certa maneira me parte o coração. Parece complicado... Esta minha mania das bandas sonoras fez com que eu a associasse áquele "menino" que será para sempre "O" menino. Enfim... É melhor passar à frente.

Então, a primeira música da minha banda sonora é:

 

Like A Stone-Audioslave

On a cobweb afternoon in a room full of emptiness

By a free way I confess I was lost in the pages

Of a book full of death reading how we'll die alone

And if we're good we'll lay to rest

Anywhere we want to go

In your house I long to be

Room by room patiently

I'll wait for you there like a stone

I'll wait for you there alone

On my deathbed I will pray to the gods and the angels

Like a pagan to anyone who will take me to heaven

To a place I recall, I was there so long ago

The sky was bruised, the wine was bled

And there you led me on

In your house I long to be

Room by room patiently

I'll wait for you there like a stone

I'll wait for you there alone

And on I read until the day was gone

And I sat in regret of all the things I've done

For all that I've blessed and all that I've wronged

In dreams until my death I will wonder on

In your house I long to be

Room by room patiently

I'll wait for you there like a stone

I'll wait for you there alone

 

É tão perfeita que poderia ter saído do meu coração!! 

 

      


sinto-me repleta de ideias
música Like A Stone-Audioslave

publicado por mafalda às 13:13 | link do post | comentar | ver comentários (14)

mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

feliz...

20 "cenas" que desconhece...

desafio em forma de quest...

wrestling e bandas sonora...

arquivos

Julho 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2015

Junho 2013

Maio 2013

Dezembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

"se"

2009

21 gramas

3 doors down

30 rock

30 seconds to mars

a arte de comer oreo's

a família addams

a importância de ter um blog

a walk to remember

adam gontier

adam lambert

adele

aerosmith

akon

alesha dixon

alison moyet

amanhecer

apocalyptica

ascenção e queda

audioslave

avril lavigne

bandas sonoras

barack obama

bella morte

bella swan

beyoncé

birthday

bjork

bombons chineses

chris brown

coisa de miúdos

coldplay

crepúsculo

dancing the dream

de cor e salteado

de mim para vocês

desafios

dido

doce novembro

eclipse

edward cullen

entre a morte e a vida

evanescence

fábrica de histórias

filipa

fingertips

futebol

guano apes

guns n' roses

haja paciência

him

inxs

james morrison

jared leto

joana

katie melua

lamb

lidia

linkin park

livro do desassossego

lua nova

lua nova trailler

maria fátima soares

meu blog na revista brasileira de música

mian mian

michael jackson

muse

música para os meus ouvidos

natal

natalie imbruglia

ne-yo

nelly furtado

nós

o estranho caso de benjamin button

o principezinho

o que aqui revelo é para ficar entre nós

pablo neruda

paulo coelho

pearl jam

pedro khima

pérolas

pink

placebo

que surpresa tão linda

quem quer ser bilionário

rilke

rita redshoes

saint-exupéry

seal

simple plan

stephenie meyer

system of a down

teorias da conspiração

the rasmus

tokio hotel

último post

vikas swarup

whitney houston

within temptation

todas as tags

favoritos

Quero-te

Insónia

É À NOITE

Esfera

Palavras

ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

É

Porque não pára o tempo?

Confiança

Alma

links
visitas
free hit counter
blogs SAPO
subscrever feeds